Doriva estreia no Tricolor contra o Fluminense

0
Doriva estreia no Tricolor contra o Fluminense

Doriva estreia no Tricolor contra o Fluminense
Rubens Chiri/saopaulofc.net

publicidade

Doriva voltou pra casa e, assim como despontou como jogador jogando pelo São Paulo sob o comando de Telê Santana no início da década de 1990, tem no Tricolor a chance de deslanchar de vez em sua carreira como técnico. “A partir do momento que retornei aqui, passou um filme na minha cabeça. Já vivi aqui, tenho identificação com esse clube”, declarou o treinador em sua apresentação, na quinta-feira, 8.

Já vivi aqui, tenho identificação com esse clube

Ele assume no lugar do colombiano Juan Carlos Osorio (que partiu rumo à seleção do México) com o desafio de alcançar uma vaga na Libertadores de 2016. Seja com o primeiro título da Copa do Brasil – na qual o São Paulo fará semifinal contra o Santos, no fim do mês – ou uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro.

publicidade

“É um desafio muito grande, o maior da minha carreira e a alegria é proporcional. Vamos fazer o possível e o impossível para conseguir ser campeão [da Copa do Brasil] e ficar entre os quatro primeiros no Brasileiro”.

O primeiro desafio de Doriva no comando do Tricolor é contra o Fluminense, na quarta, 14, às 22h, no Maracanã. A nove jogos do fim do Brasileiro, o time está em quinto, com os mesmos 46 pontos do quarto, Santos, mas atrás nos critérios de desempate.
Rodízio

publicidade

O novo comandante já antecipou que não deve seguir o esquema de rodízio e improvisações, marca de Osorio. “A leitura que faço é que gosto de repetição, de repetir equipe, ter uma equipe base”.

Turbulência política
Doriva assume o comando do São Paulo em meio a pior crise política da história do clube. A semana começou com uma briga na qual o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, deu um soco no presidente, Carlos Miguel Aidar, em um hotel em São Paulo na segunda, 5.
Após o episódio, Ataíde foi exonerado e diversos diretores do clube pediram demissão. A oposição são-paulina articula um possível impeachment de Aidar, cada vez mais contestado

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJaime Sautchuk: Refugiados são bem-vindos
Próximo artigoUFSPFC