Dr. Gaspar, que retirou candidatura a prefeito de Osasco, conversou com Rogério Lins e avalia apoio

0
dr. gaspar rogerio lins osasco
Fotos: Reprodução / Marcelo Deck

Dr. Gaspar (DC) confirmou nesta quinta-feira (15) a retirada de sua candidatura a prefeito de Osasco. Agora ele avalia quem vai apoiar na disputa pela Prefeitura e, inclusive, já conversou com Rogério Lins (PODE), que tenta a reeleição e lidera pesquisa de intenção de voto com 34%, segundo levantamento da RealTime Big Data encomendado pela Record TV.

publicidade

“Ele (Rogério Lins) se comprometeu em mudar muitas coisas na área da Saúde. Em política, em um novo mandato, a gente zera as questões passadas e dá uma nova chance. Quero conhecer o Programa de Governo de todos os candidatos e dialogar com todos, em especial o Rogério. Quero saber quais são os planos para tomar uma definição mais pra frente, com relação a meu apoio”, declarou Dr. Gaspar, em nota.

Ele havia entrado na disputa pela Prefeitura de Osasco de última hora, após retirar seu apoio a Dr. Lindoso (Republicanos) ao se frustrar por não ter ficado com a vaga de vice na chapa.

publicidade

A desistência de concorrer à Prefeitura, afirmou, ocorre por falta de recursos para a campanha. Ele se dedica agora à candidatura da filha, Karen Gaspar, a vereadora pelo MDB, partido que apoia a reeleição de Rogério Lins. “Minha filha é candidata a vereadora, quero me dedicar à sua campanha e também às dos candidatos da Democracia Cristã, onde nossa meta é eleger ao menos um vereador”, afirmou Dr. Gaspar.

“Essa decisão [de retirar a candidatura a prefeito] não foi fácil. Estou profundamente triste em anunciar minha desistência desse cargo que me honraria muito. Continuo como médico ajudando e orientando à população no que for possível. Meu nome estava com grande crescimento e boa aceitação, mas recursos são necessários. As despesas são enormes. É desigual a luta”, disse.

publicidade

Com a desistência de Dr. Gaspar, a disputa pela Prefeitura de Osasco agora tem seis candidatos: Rogério Lins (PODE), que busca a reeleição, Emidio de Souza (PT), Dr. Lindoso (Republicanos), Dateninha (Solidariedade), Simony dos Anjos (PSOL) e Reinaldo Mota (PRTB).

Comentários