Economia latino-americana fecha o ano com 3,1% de crescimento

0

Foi divulgado nesta terça-feira, 11, o relatório da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), que analise as taxas de crescimento da região. A economia latino-americana vai fechar 2012 com crescimento de 3,1%, menor do que os 4,3% de 2011. Porém, pode ter uma elevação para 3,8% em 2013.

publicidade

O crescimento mundial esperado é de 2,2%, o que coloca os 3,1% destacados pela Cepal em vantagem. O Brasil é o país que menos vai crescer esse ano na América Latina, com apenas 1,6%, acompanhado pelo Paraguai, com apenas 1,8% e Argentina, com 2,2%. O Panamá mantém o posto de economia com maior crescimento na região, com 10,5%, seguido pelo Peru, com 6,2%, Chile, com 5,5% e Venezuela, com 5,3%.

De acordo com o relatório, a alta de 2013 será impulsionada por uma possível recuperação econômica e manutenção do dinamismo da demanda interna em países como o Brasil e Argentina, os dois maiores pesos da economia latino-americana, que tiveram crescimento baixo esse ano. A projeção para o ano que vem é de que a Argentina cresça pelo menos 3,9% e o Brasil, 4%.

publicidade

Comentários

publicidade