Eleições 2018: Bolsonaro cresce oito pontos em Osasco; Lula continua na liderança

2

Pesquisa do Instituto MAS Pesquisa realizada em Osasco em novembro mostra um forte aumento da popularidade de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no município nos últimos meses. Desde abril, ele cresceu oito pontos percentuais no município e aparece na segunda posição, com 18% das intenções de voto à presidência em 2018. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua na liderança, com 28% da preferência dos osasquenses.

publicidade

O sociólogo e cientista político Marcos Agostinho, do Instituto MAS, destaca que Osasco é um bom panorama para da realidade político-eleitoral brasileira, já que representa cerca de 570 mil eleitores.

Sobre Lula e Bolsonaro à frente na pesquisa, ele avalia: “São as únicas candidaturas com apoio popular, não dependem da mídia para crescer ou cair e ainda contam com um contingente de “eleitores envergonhados” que não declaram o voto”.

Com Lula estável e Bolsonaro em ascensão, chamou a atenção a queda de Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB) nos últimos sete meses. O tucano baixou de 14% para 11% das intenções de voto dos osasquenses, de acordo com o levantamento do MAS. Já Marina perdeu cinco pontos, baixando de 11% para 6% da preferência dos osasquenses.

publicidade

Ciro Gomes (PDT) se manteve estável, com 4%, e o apresentador Luciano Huck teve 4% das intenções de voto em Osasco na pesquisa MAS realizada em novembro. Alvo Dias (Pode) foi citado por 2% dos entrevistados e o presidente Michel Temer (PMDB), por 1%.

Além disso, 24% apontaram que não pretendem votar em nenhum dos candidatos e 5% responderam que ainda não sabem em quem vão votar.

publicidade

No levantamento foram consultados 600 moradores de Osasco. A margem de erro é de 4%.

Dez cidades devem ganhar pesquisa sobre os 100 primeiros dias dos novos governos
O sociólogo e cientista político Marcos Agostinho, do Instituto MAS Pesquisa, destaca que Osasco é um bom panorama para da realidade político-eleitoral brasileira, já que representa cerca de 570 mil eleitores

 

Comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Bosco – Ditador? Ditadores são aqueles que o PT, PSOL e PC do B amam: Fidel e Raul Castro com Che Guevara, Muamar Khadafi (ditador líbio que deu dinheiro pro PT), Nicolás Maduro, Kim Jong-Un….
    Bolsonaro quer espelhar o Brasil nos Estados Unidos, onde há liberdade e leis rígidas para crimes graves.
    E sobre nepotismo, os filhos deles são políticos eleitos pelo voto (e não por nomeação), e quando ele empregou um filho dele no passado, não existia proibição. A mesma coisa com a ex-mulher dele, que ele conheceu quando ela já trabalhava na câmara.
    Quando a lei do nepotismo proibiu, Bolsonaro exonerou os 2, cumprindo a lei.

    O Brasil não aguenta mais a corrupção sistêmica instalada por PT, PMDB, PSDB, PP e a ideologia de inversão de valores pregada pela esquerda (PT, PSOL, PC do B, PSB, PPS). Está na hora de redefinir o que é certo e o que é errado. Varrendo (ou pelo menos diminuindo) a bandidagem e a corrupção. Bolsonaro 2018.

  2. Bolsonaro é um Ditador. Se um dia chegasse no poder seria pior que qualquer um que já passou. Vejam o histórico dele no meio político nomeou a família quase toda com cargos comissionados.(nepotismo)…

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCarapicuíba intensifica vacinação contra Febre Amarela
Próximo artigoNaldo Benny tem contrato cancelado após agressão a Moranguinho