Eletrizante!

0

Depois de quatro anos, grandes voltam a duelar nas semifinais do Paulistão

publicidade
Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians tenta manter uma invencibilidade de nove jogos sem perder para o arquirrival. O Timão tem um desfalque de peso: o atacante Guerrero, com dengue.
Tite destaca a força do conjunto. “Num momento não tem o Guerrero, entra Danilo, agora o [Vagner] Love. A equipe toda tem produzido”. Renato Augusto falou da importância do fator casa, onde o Timão não perde há 30 jogos: “Estamos acostumados com a grama, com o estádio. E temos o nosso fiel torcedor, que nos acompanha. Isso tem um peso muito grande”.

Foto:  Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

No lado do Palmeiras o atacante Dudu minimiza a derrota por 1 a 0 para o arquirrival na primeira fase. “Naquela ocasião, nosso time ainda estava sendo montado. Agora estamos bem treinados. Temos a volta do Valdivia, do Cleiton, então esperamos fazer um grande jogo para classificar”, afirmou.
Dudu não vê favoritismo do rival, que faz a melhor campanha até aqui. “Não acho [o Corinthians melhor], acho o meu time o melhor do Brasil. Na semifinal é meio a meio, quem chegar e tiver o melhor posicionamento, mais empenho, vai sair vencedor”, declarou o palmeirense.

publicidade

 

 Corinthians x Palmeiras
Domingo, 19 – 16h
Itaquerão

publicidade

Santos x São Paulo
Domingo, 19 – 18h30
Vila Belmiro

Foto: Expectativa: Sabella. Realidade: Milton Cruz. Assim o São Paulo vai até o fim dos momentos decisivos no Campeonato Paulista e na Libertadores. Mesmo que o treinador argentino aceitar a proposta do Tricolor, ele só deve assumir a equipe após o fim do Paulistão e da primeira fase da competição sul-americana. “O jogo de domingo, contra o Santos, representa muito. O de quarta, contra o Corinthians (pela Libertadores), representa mais ainda. As vitórias ajudam, trazem confiança. Fico feliz pelo Milton [Cruz], que é um cara que está há muito tempo no clube e está conseguindo mostrar seu valor”, declarou o goleiro Rogério Ceni. Para avançar nas duas competições, o Tricolor precisa superar o jejum em clássicos. O time ainda não venceu nenhum este ano, com três derrotas, duas para o Corinthians e uma para o Palmeiras, e um empate com o Santos.
Foto: Ivan Storti/Santos FC
Foi só um susto. Robinho e David Braz, que saíram com suspeita de lesão do duelo contra o XV Piracicaba pelas quartas, treinaram normalmente nesta quinta, 16, e devem ir à campo na semifinal contra o São Paulo.
O Santos foi o único arquirrival que não derrotou o São Paulo nos clássicos da primeira fase, com um empate por 0 a 0 graças a Rogério Ceni.
Lucas Lima destacou a importância da Vila Belmiro para o Peixe no confronto, que chegou a ser cogitado para o Pacaembu. “É o nosso caldeirão. É onde o time joga da melhor forma. Conhecemos o estádio, cada espaço. A Vila lotada é forte demais.E temos de fazer isso prevalecer”.

Foto: Wander Roberto/VIPCOMM
Foto: Wander Roberto/VIPCOMM

Expectativa: Sabella. Realidade: Milton Cruz. Assim o São Paulo vai até o fim dos momentos decisivos no Campeonato Paulista e na Libertadores. Mesmo que o treinador argentino aceitar a proposta do Tricolor, ele só deve assumir a equipe após o fim do Paulistão e da primeira fase da competição sul-americana.
“O jogo de domingo, contra o Santos, representa muito. O de quarta, contra o Corinthians (pela Libertadores), representa mais ainda. As vitórias ajudam, trazem confiança. Fico feliz pelo Milton [Cruz], que é um cara que está há muito tempo no clube e está conseguindo mostrar seu valor”, declarou o goleiro Rogério Ceni.
Para avançar nas duas competições, o Tricolor precisa superar o jejum em clássicos. O time ainda não venceu nenhum este ano, com três derrotas, duas para o Corinthians e uma para o Palmeiras, e um empate com o Santos.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOpinião – Adeus, artilheiro
Próximo artigoHoróscopo