Eletropaulo continua com obras de subestação em Alphaville

Eletropaulo continua com obras de subestação em Alphaville

0
Compartilhar
Logo da Eletropaulo

A Eletropaulo está investindo cerca de R$ 5 bilhões, no ciclo 2018-22, em iniciativas para melhorar o atendimento ao cliente. Uma das ações é o Complexo Alphaville, que possui uma subestação localizada na Avenida Andrômeda, na região do Green Valley, em Barueri. O objetivo é atender o crescimento da região, beneficiando cerca de 150 mil pessoas que moram ou frequentam o Centro Comercial; Alpha Conde; Alpha Plus; residenciais zero, um, dois, doze, entre outros.

Na última semana, a construção das fundações da subestação foi iniciada, já que mais de 60% da terraplanagem está concluída. Com isso, a previsão de término da obra está prevista para dezembro deste ano.

A subestação foi projetada para a potência instalada de 256 MVA (Mega-Volt-Ampere) e até 22 circuitos de distribuição de energia. Quando a Linha de Distribuição Aérea (LDA) estiver concluída, totalizará aproximadamente 33 km de rede de média tensão. Atualmente, cerca de 60 colaboradores estão trabalhando nesta obra.

Além da subestação, o Complexo Alphaville contempla Linha de Distribuição Aérea (LDA), Linha de Distribuição Subterrânea (LDS), Ramal Subterrâneo de Estação (RSE) e Ramal Aéreo de Estação (RAE).

De acordo com Charles Capdeville, diretor da Engenharia da Eletropaulo, é necessário um planejamento detalhado para estruturar uma obra com essa abrangência. “Acompanhamos o crescimento da demanda de energia da nossa área de concessão. A partir daí, definimos as ações. Para um Complexo, como o de Alphaville, as etapas incluem a escolha do local, compra de terreno, obtenção de licenças, construção e, por último, a energização da subestação”, explicou o executivo.

Meio ambiente

Toda obra feita pela Eletropaulo é acompanhada por uma equipe especializada que conta com engenheiros ambientais, florestais, agrônomos e biólogos, para garantir uma gestão ambiental de qualidade. As ações incluem monitoramento da terraplanagem e escavação dos terrenos; destinação adequada, reutilização e reciclagem dos resíduos.

Para compensar o impacto ambiental da obra, a Eletropaulo já plantou 337 mudas de espécies nativas, como Ipê-amarelo, Ipê-branco e Cedro Rosa, no Parque Ecológico Barueri. A distribuidora acompanhará o crescimento dessas mudas nos próximos anos. Serão suprimidas 43 árvores durante o processo de construção da obra, com a autorização dos órgãos ambientais.

O projeto também prevê a construção de caixas que impedem contato de óleo dos equipamentos com o solo, o que evita qualquer tipo de contaminação.

Compartilhar

Comentários