Em Osasco, candidato a presidente do PSC segue discurso conservador

0

Pastor Everaldo durante caminhada no Calçadão. Foto: Eduardo Metroviche
Pastor Everaldo durante caminhada no Calçadão. Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

O candidato a Presidente da República Pastor Everaldo, do Partido Social Cristão (PSC), fez caminhada no Calçadão de Osasco na segunda-feira, 21. Pastor da Assembleia de Deus, maior denominação evangélica do país, Everaldo Dias Pereira ganha destaque na corrida presidencial como o maior dos chamados “nanicos”. Na pesquisa divulgada pelo Ibope nesta semana, aparece com 3% das intenções de voto. No último Datafolha tem o mesmo índice.

Seu partido, o PSC, ganhou destaque no cenário político nacional principalmente com a ascenção do deputado federal Marco Feliciano, que presidiu a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados e defende posiçoes conservadoras, como contra o reconhecimento das uniões homoafetivas.

publicidade

Pastor Everaldo também segue a linha do discurso evangélico. “Defendo a família como está na Constituição Brasileira. Casamento é homem e mulher. Como estamos numa democracia, aqui temos liberdade, então cada um defende o ponto de vista que quer”, diz.
Além das posições tradicionais do segmento evangélico, que controla o PSC, o candidato também tem repetido por onde passa um discurso neoliberal, mas de maneira mais enfática. Estado mínimo, privatização e iniciativa privada são expressões que aparecem em todas as entrevistas e discursos do presidenciável. “Defendo um estado mínimo necessário. Tudo o que for possível tirar da mão do Estado e passar para a iniciativa privada nós vamos fazer, sem pestanejar. Sempre digo, para que a Petrobrás ter posto de gasolina? Pra que a Biodiesel da Petrobrás ter usina e plantação de cana?”, questiona.

Everaldo acredita ter 3% das intenções de voto mesmo com pouca visibilidade nos meios de comunicação por encarnar um desejo de mudança da população. Na televisão terá apenas 1 minuto e 8 segundos, mas tem percorrido o país utilizando-se da base evangélica que possui. Após a caminhada em Osasco, onde fez corpo a corpo com eleitores e visitou veículos de comunicação, no dia seguinte já estava em Natal, capital do Rio Grande do Norte, onde voltou a defender as mesmas propostas.

publicidade

O candidato do PSC foi o segundo presidenciável a vir a Osasco. Eduardo Campos (PSB) esteve na cidade dia 30 de maio e Aécio Neves (PSDB) participou de evento do partido em Cotia em 16 de maio, ambos ainda na pré-campanha, antes da homologação oficial das candidaturas.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCharge
Próximo artigoAlexandre Padilha realiza caminhada em Carapicuíba