Sua empresa já usa marketing digital? Saiba como (e porque) deveria!

Sua empresa já usa marketing digital? Saiba como (e porque) deveria!

0
Compartilhar
marketing digital sua empresa

Por Jeferson Martinho*

Nos últimos anos, a Internet e as mídias sociais trouxeram ao cenário um novo universo de possibilidades de publicidade online e marketing digital. Uma série de novos termos e oportunidades, como Facebook Ads, Google Ads, marketing de conteúdo, marketing de busca, marketing de influência, geração de leads, SEO de sites e uma infinidade de outros estão se incorporando à rotina de agências de publicidade e empresas de todos os tamanhos.

Mas como isso afeta negócios locais, o dia-a-dia da loja do shopping, o mercado do bairro, ou aquela concessionária de veículos referência da cidade? Engana-se quem ainda acha que atuar no universo digital é apenas para grandes empresas ou redes do varejo online. Aliás, a publicidade digital não tem nada a ver com a venda online. Na prática ocorre justamente o inverso: o marketing digital e a gestão publicitária de mídias sociais de fato democratizam a habilidade das empresas, de qualquer tamanho, de alcançarem seus públicos. E isso é especialmente positivo para as micro, pequenas e médias empresas de todos os segmentos, sejam comércios, serviços ou indústrias.

Mais resultado com investimento menor

Publicidade

O marketing digital reduz o investimento em publicidade e ao mesmo tempo permite alcançar ainda mais pessoas. Isso facilita à lanchonete da esquina disputar tanta atenção quanto a grande rede de fast food. Claro, mesmo considerando orçamentos de publicidade proporcionalmente diferentes. E uma das vantagens do marketing digital é que um empreendedor conectado, que já utiliza redes sociais pessoalmente e esteja disposto a aprender um pouco, pode dar os primeiros passos nesse campo por conta própria, antes de escalar a ação e buscar ajuda especializada para maximizar resultados.

No Brasil, essa nova plataforma de publicidade ainda dá seus primeiros passos. Estudo da Associação Brasileira de Anunciantes, em conjunto com a McKinsey&Company, divulgado em fevereiro, demonstrou que apenas 24,4% do orçamento total de publicidade destina-se ao universo digital. A média no mercado global é de 43,5%.

Quando vale a pena contratar uma agência de marketing digital?

Publicidade

Para quem precisa manter o foco nos negócios e se concentrar nas vendas, o caminho pode ser buscar apoio direto de uma agência de marketing digital. E a conta a fazer é simples, qualquer empreendedor ou empresário pode exercitar: qual é seu gasto recorrente com mídia convencional (revista, jornal, rádio e TV)? E quantos contatos ou cadastros esses veículos geram no período? Ou, mais ainda, quantos clientes o vendedor ou representante comercial prospecta sozinho e atrai para o negócio?

É importante considerar que, com um investimento bem inferior ao das mídias convencionais, e uma fração do salário de um vendedor, uma pequena empresa consegue não apenas contratar a agência, mas incluir no pacote um orçamento de impulsionamentos e anúncios digitais. E acredite: com uma estratégia de marketing digital bem executada, será possível produzir um fluxo semanal considerável e constante de leads (ou consumidores potenciais).

O turning point do marketing digital: segmentação e localização

Mas o que faz o marketing digital oferecer todo esse potencial? Nessa nova era de modalidades, na forma de banners, vídeos e anúncios de textos, marketing de busca, marketing de conteúdo, SEO, impulsionamentos e anúncios para redes sociais, marketing de influência e outros, é possível direcionar cada conteúdo e cada ação exatamente para o público mais propenso a se engajar com a publicidade. É o chamado microtarget, um novo paradigma de segmentação.

Outra vantagem que beneficia principalmente as pequenas e médias empresas que atuam nos mercados locais é que a maior parte das plataformas digitais oferece, em maior ou menor grau, a capacidade de geolocalizar o público, ou seja, determinar a entrega de conteúdo publicitário com base na localização (quase) exata do consumidor.

Publicidade

Assim, desde que a empresa faça sua parte na estratégia de preço e qualidade – afinal, mesmo o marketing digital não faz milagres não há razão para não investir neste novo campo. Que já nem é mais tão novo assim, mas seguramente está completamente subutilizado no Brasil. Principalmente considerando-se os negócios locais.

Se você não está investindo em marketing digital, pode até não estar perdendo dinheiro, mas com absoluta certeza está deixando de ganhar.

* Jeferson Martinho é diretor de inovação do Visão Oeste e CEO da Nova Onda Comunicação

Compartilhar

Comentários