Entrada de Cotia consolida o maior consórcio do país

0
Evento reuniu prefeitos em Santana de Parnaíba / Foto: Pedro Godoy

O anúncio do ingresso de Cotia no Consórcio Intermunicipal da Região Metropolitana Oeste da Grande São Paulo, durante reunião realizada em Santana do Parnaíba na terça-feira, 24, consolidou o maior consórcio intermunicipal do país em Produto Interno Bruto. Com 8 municípios e mais de R$ 85,3 bilhões de PIB, a marca ultrapassa o consórcio do Grande ABC, que liderava com R$ 84,8 bi, somadas suas sete cidades. Embora não tenha permanecido durante toda a reunião, o prefeito de Cotia, Carlão Camargo (PSDB), compareceu à abertura para anunciar a novidade.

publicidade
Evento reuniu prefeitos em Santana de Parnaíba / Foto: Pedro Godoy
Evento reuniu prefeitos em Santana de Parnaíba / Foto: Pedro Godoy

Além de Carlão Camargo, participaram do encontro os prefeitos de Osasco, Jorge Lapas (PT); de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT); de Barueri, Gil Arantes (DEM); de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar (PSDB); de Pirapora do Bom Jesus, Gregório Maglio (PMDB); de Itapevi, Jaci Tadeu (PV); e o secretário de Negócios Jurídicos Roberto Lallo, representando o prefeito de Jandira, Geraldo Teotônio (PV). Sergio Ribeiro, escolhido presidente do Consórcio, comemorou o ingresso de Cotia.

“É importante não só pelo simbolismo mas pela similaridade das questões que o município de Cotia enfrenta, semelhantes aos demais”, avaliou. “Ele [o consórcio] nasce com o acúmulo de todos os demais consórcios do Brasil inteiro, e já sai num patamar superior de organização”, completou Ribeiro.

publicidade

A reunião marcou o início de uma das primeiras ações conjuntas do grupo desde a redução das tarifas de transportes coletivos, adotada em meio à pressão dos protestos de junho.

Os prefeitos agendaram reunião com representantes da CCR Via Oeste, empresa que administra a rodovia Castelo Branco, e com o secretário estadual da Casa Civil, Edson Aparecido. Em pauta, um novo projeto viário, com a proposta de criação de uma faixa de rolamento adicional na Castelo, novos acessos e readequação dos trevos para dar mais fluidez ao trânsito.

publicidade

Traçado do Corredor Oeste é o primeiro desafio

O tema evidenciou um dos primeiros desafios dos municípios: alterar o traçado do projeto do Corredor Oeste, obra do governo do estado que deve refletir em todas as cidades do Consórcio. Enquanto para os demais a obra deve trazer melhorias, em Santana de Parnaíba e, principalmente, Barueri, há risco de prejuízo ao trânsito.

“A população do bairro de Alphaville é contrária a esse corredor e com razão, até porque muda todo o conceito da constituição dos bairros”, disse o prefeito Gil Arantes ao Visão Oeste.

“Tanto por Alphaville quanto pela Estrada dos Romeiros (…) vai continuar sendo um problema na cidade de Barueri e nós precisaríamos de um investimento grande de infraestrutura para solucionar”, completou. “Sob a nossa ótica, esse corredor precisaria passar pelas regiões mais periféricas”, observou o prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar.

Secretários jurídicos vão se encontrar

Os prefeitos do consórcio definiram ainda a realização de reunião entre os secretários de assuntos jurídicos e finanças das cidades para os ajustes burocráticos da formalização do organismo intermunicipal. O encontro acontecerá na próxima semana, em Barueri.

Na oportunidade, as cidades deverão enviar também secretários de pastas técnicas como obras, planejamento e infraestrutura, para a discussão das principais demandas conjuntas.

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas, sugeriu o esforço “para que nós possamos chegar com cada vez mais propostas na reunião do Conselho [de Desenvolvimento] Metropolitano do estado, para que o encontro seja produtivo”, explicou.

Comentários