Escola de Quitaúna pode sofrer reintegração a qualquer momento

0
Comunidade apoia e acompanha alunos na Escola Heloisa de Assumpção

Comunidade apoia e acompanha alunos na Escola Heloisa de Assumpção
Comunidade apoia e acompanha alunos na Escola Heloisa de Assumpção

publicidade

Momentos de preocupação em frente à Escola Estadual Professora Heloisa de Assumpção, em Quitaúna, Osasco, nesta manhã de quarta-feira, 18. A escola continua ocupada e os alunos receberam a informação de que a reintegração de posse foi autorizada e pode ocorrer a qualquer momento.

Professores, alunos, pais e pessoas da comunidade estão na frente do portão apoiando os alunos. Raquel, mãe de um dos alunos que participa da ocupação,  apoia o filho. “Isso é muito importante.  Eles são dando uma lição de cidadania. Podem até não conseguir um resultado positivo, porque o sistema é muito forte. Mas o governo aprendeu uma lição. Ele achava e era simples e viu que não é bem assim”.

publicidade

Ela revela preocupação com o que pode acontecer com seu filho e os demais estudantes caso ocorra a reintegração.  “Desde quinta eu não durmo direito. Mas eu tenho que ser forte. Eles estão muito organizados e têm o direito de lutar”.
Enquanto a reportagem conversa com ela na frente do portão, do lado de dentro um estudante que se identifica apenas como Marcello responde: “eu só corro se me mostrar um [revólver ] 38. De resto, vou ficar parado e pode bater que aguento”.
Ele e os colegas já sabem da reintegração e aguardam. Por uma questão de segurança, não revelam quantos alunos estão dentro da escola.

publicidade
Comentários