Estudantes conseguem ampliação de benefício

0
Cerca de 2 mil pessoas protestaram na Raposo Tavares e foram até a sede da Prefeitura / Fotos/Sonia Marques/Cotiatododia

Cerca de 2 mil pessoas protestaram na Raposo Tavares e foram até a sede da Prefeitura / Fotos/Sonia Marques/Cotiatododia
Cerca de 2 mil pessoas protestaram na Raposo Tavares e foram até a sede da Prefeitura / Fotos/Sonia Marques/Cotiatododia

publicidade

Após reunião no gabinete do prefeito Carlão Camargo (PSDB), em Cotia, ficou decidido que os estudantes poderão utilizar o cartão de transporte gratuito também aos finais de semana e feriados, e não somente nos dias letivos. Além disso, terão direito a usar durante 15 dias nos meses de férias escolares. “Além de garantir o deslocamento gratuito no trajeto de ida e volta para a escola, a ampliação do benefício vai incentivar os jovens a realizarem atividades educativas e sócio-culturais, complementando sua formação”, disse a Prefeitura, em nota.

Aos gritos de “Ei Carlão, libera o busão, ei Carlão libera a integração”, a manifestação realizada nesta terça-feira, 18, em Cotia, reuniu cerca de 2 mil pessoas que pararam a Rodovia Raposo Tavares por três horas. Um dos motivos do protesto foi o bloqueio do cartão que dá direito a gratuidade de passagens nos ônibus municipais nos finais de semana e também a integração entre algumas linhas no Terminal.

publicidade

protesto-1A manifestação começou por volta de 16h30 em frente à prefeitura de Cotia, que permaneceu de portas fechadas. Em seguida, os jovens seguiram a pé pela cidade e tiveram apoio da população que não se importou com o barulho sendo realizado. A Polícia Militar, a Guarda Civil, o Demutran e a Polícia Rodoviária, acompanharam toda manifestação, sem nenhuma intervenção, apenas no controle do trânsito.
Aproximadamente às 18h30, os participantes chegaram a Rodovia Raposo Tavares, que foi bloqueada nas duas faixas e assim permaneceu durante 3 horas. O grupo se concentrou no quilômetro 34, que dá acesso ao centro da cidade. A marcha chegou até o quilômetro 31, na região do Jardim Sabiá e aos poucos, os manifestantes foram se dispersando. O trânsito foi liberado por volta das 21h.

protesto_1806aPrefeitura
A Prefeitura divulgou nota onde diz que “a tarifa municipal custa R$ 2,60 e é a mais baixa dentre os 39 municípios da região metropolitana”. A administração investe R$ 945 mil por mês, segundo a nota, para oferecer transporte gratuito a 100% dos estudantes.
De acordo com a Prefeitura, o benefício atinge hoje 7.140 alunos municipais e 1.516 intermunicipais.
“Para o poder público municipal, a participação do jovem na vida política é de grande relevância para o desenvolvimento do país”, diz ainda a nota.

publicidade

 

Comentários