Executivos do Bradesco morrem em acidente aéreo

2

Marco Antônio era presidente do Bradesco Seguros / Foto: Reprodução
Marco Antônio era presidente do Bradesco Seguros / Foto: Reprodução

publicidade

Dois altos executivos do Bradesco morreram em um acidente aéreo na noite de terça-feira, 10. Eles estavam em um avião de pequeno porte que caiu em uma fazenda no município Guarda-Mor, em Minas Gerais.
De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), quatro pessoas viajavam no avião: o presidente do Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio de Oliveira, o presidente do Bradesco Seguros, Marco Antônio Rossi, e os pilotos Ivan Morenilla Vallim e Francisco Henrique Tofoli Pinto. Marco Antônio Rossi era um dos principais nomes para a sucessão do presidente do banco, Luiz Carlos Trabucco.
O avião, modelo Cessna Citation VII, decolou de Brasília às 18h39 com destino a São Paulo, mas desapareceu dos radares às 19h04.
A presidente Dilma Rousseff divulgou, na quarta, 11, nota de pesar lamentando as mortes dos pilotos e dos executivos. “Marco Antonio Rossi dedicou 34 anos ao Bradesco, eventualmente substituindo o atual presidente. Ele e Lúcio Flávio de Oliveira, diretor geral da instituição, cumpriram papel fundamental na trajetória de uma organização que sempre acreditou no Brasil”.

[Matéria atualizada em 20/11/2015 – Correção sobre o provável sucessor de Trabucco]

publicidade

Comentários