Fábrica clandestina falsificava cosméticos em Jandira

0
fabrica clandestina de cosméticos jandira
Fotos: Reprodução/Balanço Geral

A Polícia Civil prendeu um homem de 58 anos que vendia, armazenava e produzia produtos cosméticos falsificados em uma fábrica clandestina, em Jandira. O comércio ilegal funcionava há três anos nos fundos do imóvel onde ele morava com a família.

publicidade

De acordo com José Prado, delegado responsável pelo caso, a fábrica não possui CNPJ, responsável técnico, químico e não tem licença perante aos órgãos competentes, como Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e Prefeitura.

No local, com instalações precárias, foram encontrados galões com produtos químicos vencidos, rótulos e produtos falsificados. “Produtos químicos, que são considerados perigosos, até para serem armazenados em uma empresa legal precisam de autorização, uma espécie de licença do departamento de produtos controlados da Polícia Civil”, afirmou Prado, ao “Balanço Geral”, da Record TV.

publicidade

As investigações começaram após um homem ter sido revistado durante um patrulhamento. Ele era cliente do comércio ilegal e havia acabado de comprar produtos falsos que acabaram chamando a atenção da polícia.

O local foi lacrado. Já as máquinas de mistura, embalagens e de impressão foram apreendidas e passaram por perícia. O homem preso em flagrante deve responder por crime contra a saúde pública.

publicidade
Leia também: Chocolate, o “50 Cent de Osasco”, tenta se eleger vereador

Comentários