Família de ciclista morta em acidente em Itapevi acredita que motorista estava em alta velocidade

0
acidente itapevi
Imagens mostram o estado da bicicleta e do carro após o acidente / Fotos: reprodução

Parentes da balconista Jenifer Costa, a ciclista de 28 anos que morreu ao se chocar com um carro após supostamente perder o controle da bicicleta, na noite de sexta-feira (19), em Itapevi, acreditam que o motorista do veículo envolvido no acidente estava acima do limite de velocidade.

publicidade

“Ele foi imprudente. A bicicleta amassou muito, o carro dele ficou todo destruído. A rodovia é 40 km por hora. Esse cara estava há mais do que isso”, afirmou o cunhado dela, Wesley Pereira, em entrevista à Record TV.

ciclista itapevi
Jenifer era apaixonada por esportes e recentemente formada em educação física / Foto: reprodução

O motorista envolvido no acidente que matou Jenifer é um guarda municipal. Ele foi levado à delegacia e fez teste do bafômetro, que deu negativo. O caso foi registrado na Delegacia de Itapevi como homicídio culposo (quando não há intenção de matar). A polícia aguarda o resultado de laudos periciais que podem apontar se ele estava acima do limite permitido.

publicidade

Jenifer teria perdido o controle da bicicleta na descida da antiga fábrica Cimenrita, no bairro Itacolomi, em Itapevi, e se chocou de frente com o carro, que estava subindo. Com o choque, ela foi lançada a mais de 20 metros do veículo. A ciclista não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois do acidente, que ocorreu por volta das 22h.

ciclista itapevi
Nas redes sociais, amigos e parentes prestaram homenagens a ela / Foto: reprodução

Jenifer era apaixonada por esportes e recentemente formada em educação física. Nas redes sociais, amigos e parentes prestaram homenagens a ela, considerada uma mulher simpática e batalhadora. “Parece mentira que você se foi. Uma pessoa sonhadora, brincalhona sempre batalhou na vida”, postou uma amiga.

publicidade

Comentários