Faturamento do varejo cai e tem pior resultado do estado

0

Lojas de eletrônicos e eletrodomésticos tiveram maior queda / Foto: Cesar Greco
Lojas de eletrônicos e eletrodomésticos tiveram maior queda / Foto: Cesar Greco

publicidade

O faturamento do varejo na região de Osasco foi de R$ 4,3 bilhões em agosto de 2014, com retração de 17,2% contra o mesmo mês do ano anterior. No acumulado do ano, a queda foi de 4,6%. Já na comparação com julho, o valor foi 8,1% superior. Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista, apresentada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

Entre as 16 regiões do estado analisadas pela pesquisa, Osasco ficou com o pior desempenho. A região, para a Fecomercio-SP, é composta por 20 municípios. O segmento de outras atividades do comércio em geral foi o que mais pressionou para baixo o varejo na região em agosto. A queda foi de 30,7% ou um impacto de -11,2 pontos porcentuais – com receita de R$ 1,3 bilhão.

publicidade

O segundo pior desempenho foi do setor de vestuário, tecidos e calçados, com retração de 30,4% e faturamento de R$ 331,9 milhões. A maior variação negativa, entretanto, foi a das lojas de eletrodomésticos e eletrônicos, que registraram queda de 39,6% e vendas totais em R$ 197,3 milhões.

Somente três atividades contribuíram para que não houvesse uma queda maior. Por ordem de impacto no resultado geral ficaram os setores de lojas de departamentos, com elevação de 34,7% nas vendas; de supermercados, com 2,6%; e de farmácias e perfumarias, com 9,4%. O faturamento desses setores foi de R$ 430,8 milhões, R$ 1,4 bilhão e R$ 124,6 milhões, respectivamente.

publicidade

Estado
As vendas do varejo paulista recuaram 9,9% em agosto em comparação com o mesmo mês do ano passado. É a sexta queda de faturamento consecutiva, a maior do ano, nesta mesma base de comparação. Com esse novo recuo, o índice de queda acumulado no ano passou de 1,2%, até julho, para 2,4%, nos oito meses de 2014.

Comentários