Filha acha lista de planos do pai meses depois que ele morreu de câncer: “Vou realizar todos eles”

0
lista de planos do pai
Fotos: reprodução

Nove meses depois de perder o pai para um câncer, a adolescente Júlia do Vale, de 16 anos, reuniu algumas recordações no dia em que ele completaria mais um ano de vida. Roupas, perfume e o celular estavam entre os pertences, mas ao checar o bloco de notas do celular, ela se deparou com uma lista cheia de planos que seu pai queria realizar quando deixasse o hospital.

publicidade

“Quando sair do hospital, eu vou…”, havia escrito o mineiro Ramon do Vale Vicente, que morreu em dezembro de 2019, aos 53 anos, e deixou Júlia, a mãe, um irmão e a ex-mulher, de quem havia se reaproximado nos últimos anos de sua vida. Entre os 26 planos listados por ele estavam: “ver a Ju casar”, “cuidar dos meus netinhos”, “ajudar as crianças no hospital” e “fazer comidas novas para a Ju”.

lista de planos do pai
Fotos: reprodução

Ao ler a lista feita por seu pai, quando ainda estava internado no hospital, Júlia desabou e decidiu compartilhá-la no Twitter. Sua publicação, acompanhada de um relato emocionante teve mais de 145 mil curtidas e 15 mil compartilhamentos. “Podem ter certeza que eu irei realizar toda essa lista do meu papai! E eu tenho certeza que ele vai estar junto comigo nesses momentos especiais”, disse a adolescente.

publicidade

“Quando a gente perde, é horrível. Acho que as pessoas deveriam aproveitar enquanto podem, ainda mais agora em tempos de pandemia. A gente tem que aproveitar quem a gente ama, passar mais tempo, curtir, contar as coisas, aproximar mais”, continuou.

lista de planos do pai
Reprodução

O pai de Júlia descobriu o câncer em 2018. Desde então, passou por oito sessões de quimioterapia e alguma internações. Nesse período, ele se reaproximou da ex-mulher e em sua última internação, começou a compartilhar com a filha tudo o que tinha vontade de fazer fora do hospital, mas a adolescente não esperava que ele havia registrado cada desejo.

publicidade

A maioria dos itens listados no bloco de notas de Ramon envolvia a filha e alguns deles já foram realizados. Em janeiro, Júlia foi à praia favorita do pai, no Rio de Janeiro. Este era o primeiro item da lista. A tatuagem que tinham combinado de fazer juntos, Júlia também já fez, reproduzindo um registro dos batimentos cardíacos do pai.

Antes mesmo de Ramon falecer, Júlia e a ex-mulher Fernanda promoveram uma campanha para conseguir doadores de sangue para Ramom e arrecadar um valor para pagar um profissional para cuidar dele em casa, após o transplante de medula. Mais de 100 pessoas doaram sangue para o pai de Júlia.

Com a ação, conseguiram arrecadar cerca R$ 8 mil, que foi doado para um projeto que produz perucas para crianças com câncer. Outra parte desse valor foi destinado à uma pessoa que estava com linfoma. Com essas iniciativas, o plano de “ajudar as crianças” realizada.

Comentários