Fim de ano terá Lei Seca mais rigorosa

0

Além do bafômetro, testemunhas e perícia valem como prova / Foto: Gervásio Batista/ABr.
Além do bafômetro, testemunhas e perícia valem como prova / Foto: Gervásio Batista/ABr.

publicidade

A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta quinta-feira, 20, as novas regras da Lei Seca, que passam a valer já neste fim de ano.
Pela nova Lei Seca, a multa para quem for flagrado dirigindo sob efeito de álcool e de outras drogas passará de R$ 957,65 para R$ 1.915,30.
Caso o motorista reincida na infração em um ano, a proposta é duplicar o valor, chegando a R$ 3.830, além de determinar a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.
Além do bafômetro, equipamento que os motoristas podem se recusar a soprar, haverá outros tipos de provas, como vídeo, testemunhas ou perícia. “Acabou o grande entrave à aplicação da lei, em que a pessoa que não soprava o bafômetro não era punida”, afirmou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, segundo o Estado de S. Paulo.

publicidade
Comentários