GCM se fingiu de morto para não ser executado por bandidos em Carapicuíba

0
gcm se finge de morto para não morrer em carapicuíba
Imagens de uma câmera de monitoramento registraram o momento em que o guarda, já baleado, cai no chão / Foto: reprodução/Brasil Urgente

Após ter sido baleado em uma tentativa de assalto, um Guarda Civil Municipal se fingiu de morto para não ser executado por criminosos em Carapicuíba. O caso aconteceu no dia 25 de outubro, por volta das 5h da manhã, quando o guarda estava a caminho do trabalho.

publicidade

Imagens de uma câmera de monitoramento registram o momento em que os criminosos passam em uma moto. Em seguida, o GCM aparece descendo de sua moto, já baleado, e cai na calçada. Segundos depois, os bandidos retornam ao local para checar se a vítima está morta e vão embora.

Em uma ligação feita após o ocorrido, o guarda pede socorro. “Me ajuda alguém, estou baleado. Tentaram me roubar aqui, estou baleado, me ajuda, liga para polícia, eu sou polícia”, disse o GCM desesperado. Na tentativa de latrocínio, ele levou um tiro que atingiu as nádegas e perfurou o fêmur.

publicidade

“Mesmo baleado, eu consegui andar uns 10 metros. Caí com a minha moto e me fingi de morto com medo deles voltarem. E foi o que aconteceu, logo após alguns segundos, eles retornaram, apontaram, olharam pra mim, falaram alguma coisa e foram embora. Graças a Deus porque se eles reconhecessem que eu estava vivo, eles tinham me matado”, afirma o GCM, em entrevista ao “Brasil Urgente”, da Band TV.

“A minha primeira reação: vou morrer porque se eles me identificarem como guarda municipal, a primeira coisa que eles iam fazer era me matar, levar a minha moto e me matar. Eu só pensei na minha família, nos meus filhos e na minha esposa”, finaliza o GCM, que após duas semanas da ocorrência ainda não consegue andar.

publicidade

Comentários