Gê faz balanço de governo

0

“Esse mandato é para reorganizar a cidade, pagar as dívidas e dar condições para a cidade respirar” / Foto: Eduardo Metroviche
“Esse mandato é para reorganizar a cidade, pagar as dívidas e dar condições para a cidade respirar” / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Fernando Augusto

O prefeito de Jandira, Geraldo Teotônio, o Gê (PV), falou nesta semana sobre os 50 anos da cidade, comemorados neste domingo, 8, e também fez um balanço de seu primeiro ano de mandato. Gê comentou as principais dificuldades da administração, como um orçamento baixo e também dívidas deixadas pelos gestores passados.

Prefeito fala em dívidas dos antecessores

publicidade

Para o prefeito, o aniversário de 50 anos de emancipação de Jandira é uma “data simbólica importante”. “É uma cidade nova, que está se estruturando”, disse.
O orçamento previsto para 2014 é de R$ 273 milhões, mas cerca de R$ 30 milhões são destinados ao fundo de previdência municipal (Iprejan), quase R$ 8 milhões para a Câmara Municipal e quase R$ 40 milhões vêm de convênios com os governos federal e estadual. “O orçamento mesmo não chega a R$ 200 milhões. Então, Jandira depende bastante das transferências dos governos federal e do estado”, lembrou Gê.

O prefeito frisou que seu principal objetivo nos quatro anos de mandato é reestruturar a cidade. “Encontramos uma cidade totalmente desestruturada, do ponto de vista administrativo, do ponto de vista de organização e de governabilidade. A infraestrutura ainda está falha. Além de ter que cuidar do endividamento deixado pela gestão anterior, temos que cuidar de uma história de degradação do patrimônio público de mais de 15 anos”, afirmou.
Gê diz ter herdado uma dívida de R$ 40 milhões. “Quando a gente chegar ao quarto ano [de mandato] conseguiremos zerar os restos a pagar. Esse mandato de quatro anos é para reorganizar a cidade, pagar as dívidas e dar condições para a cidade respirar, para que nos outros quatro anos tenhamos condições de realizar muito mais”.

publicidade

Obras
Está em curso a duplicação da via de acesso João de Góes, principal acesso da cidade à rodovia Castelo Branco e que tem grande movimento de caminhões. O prefeito acredita que a obra vai incrementar o desenvolvimento do Polo Industrial II. Gê também conta com a retomada das obras do Corredor Oeste para melhorar a mobilidade urbana.
Ainda é projeto a remodelação do terminal de ônibus, com interligação com a estação de trem. “Precisamos modernizar esse terminal, que tem mais de 30 anos”, disse.

Prefeito abrigou médicos cubanos em casa

O prefeito Gê disse durante a entrevista coletiva na terça-feira, 3, que três médicos cubanos que vieram trabalhar na cidade pelo programa Mais Médicos, do governo federal, ficaram uma semana alojados em sua casa, enquanto não se achava outro local para que se hospedassem. Está prevista a vinda de mais cinco profissionais em dezembro.
A Secretaria de Saúde teve recentemente a troca de Elissandro Lindoso por Ana Cláudia Barbosa de Oliveira, uma funcionária de carreira da Prefeitura. “O Dr. Lindoso teve um papel importante no início do governo, num momento de mudança. Foi o bombeiro necessário durante o primeiro ano, mas precisamos oxigenar a Secretaria”, justificou Gê.
O prefeito também prometeu para janeiro a entrega de uma farmácia pública no Centro, com distribuição gratuita de medicamentos.

50 anos de Jandira

Neste domingo, 8, alguns eventos vão marcar o aniversário de 50 anos de Jandira.
A “Corrida de Pedestres Oswaldo Sammartino” terá percurso de 5km, com largada às 7h30 na Praça das Bandeiras. Os detalhes estão no site www.runnerbrasil.com.br.
Haverá também sessão solene na Câmara Municipal, às 10h, corte do bolo às 14h e shows com artistas locais na Praça Central Anielo Gragnano.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDelegados tomam posse em Osasco
Próximo artigoVisão Atenta