Início Destaque Gelso deixa o PT e diz que vai para nova “trincheira”

Gelso deixa o PT e diz que vai para nova “trincheira”

1
Ex-petista admite proximidade com Rogério Lins: “Tenho conversado e sido consultado por ele" / Foto: Rodrigo Domingues

Ex-petista admite proximidade com Rogério Lins: “Tenho conversado e sido consultado por ele" / Foto: Rodrigo Domingues
Ex-petista admite proximidade com Rogério Lins: “Tenho conversado e sido consultado por ele” / Foto: Rodrigo Domingues

publicidade

Desfiliação//   Ex-secretário defendia que o PT deixasse totalmente a administração e nos bastidores comenta-se sobre seu apoio a Rogério Lins

Fernando Augusto

publicidade

Ex-secretário de Indústria e Comércio no governo Jorge Lapas e de Saúde do ex-prefeito Emidio de Souza, Gelso de Lima anunciou nesta semana sua saída do PT. Gelso era um dos articuladores da realização de prévias dentro do partido, o que irritou e causou a saída de Lapas, recém-filiado ao PDT.

Os bastidores políticos da cidade chegaram a ventilar que ele poderia ir para a coordenação de campanha do pré-candidato a prefeito Rogério Lins (PTN), o que ele não confirmou ao Visão Oeste.

publicidade

Gelso diz ter ficado insatisfeito com a permanência de petistas no governo e dos vereadores na base aliada. Além disso, reclama da demora do partido em definir uma candidatura própria.

“Continuam as relações com o governo e os vereadores continuam na base. A discussão de uma nova candidatura do PT é muito elástica”, afirma Gelso. O partido tem realizado reuniões com a presença de Emidio, atual presidente estadual, mas ainda não divulgou um nome para disputar a eleição de outubro.

Gelso divulgou uma carta onde faz críticas ao governo Lapas, do qual saiu em março. “Desde o início da gestão do atual prefeito percebi que os sonhos de continuar implantando um governo inclusivo, democrático e popular vinham sofrendo mudanças importantes, mas de forma sutil”, escreveu, afirmando que segue para uma nova trincheira.

O ex-secretário também criticou o chamado “fogo amigo”. Segundo ele, em discussões internas do PT membros da atual administração criticaram o governo Emidio de Souza, além de ter havido o “isolamento de petistas mais históricos”. Ligado ao ex-deputado João Paulo Cunha, Gelso critica a política de alianças de Lapas: “partidos que sempre combatemos hoje têm forte poder de decisão no governo”, diz.

Troca de elogios e provável apoio a Rogério Lins

A desfiliação de Gelso de Lima coincide com mais um evento de lançamento da pré-candidatura de Rogério Lins (PTN), nesta sexta-feira, 6. O ex-petista não descarta participar da campanha do vereador, a quem diz ter “simpatia por representar algo novo”. “Se receber convite para desempenhar função em que possa colaborar, vou pensar muito. Nos últimos meses tenho conversado e sido consultado por ele”, admite Gelso. Ele nega porém, que vá se filiar ao PTN.

Lins também é só elogios, embora negue ter conversado com Gelso sobre sua saída do PT. “Ele é um quadro político importante e tem experiência”, afirma. O pré-candidato lembrou, porém, que todo apoio que receber não vai mudar a aliança, que é encabeçada por PTN e o PR, do ex-prefeito Francisco Rossi.

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Com a saída de Gelso do PT e a queda de Dilma, o partido dos trabalhadores pode estar com seus dias contados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTchau, querido
Próximo artigoFrases da Semana