Gelso Lima, do Podemos, anuncia apoio a Haddad: “Não quero ser responsável pela barbárie que será o governo do Bolsonaro”

0
Gelso Lima
O ex-secretário de Saúde de Osasco, Gelso Lima / Foto: Reinaldo Vaz

Um dos dez candidatos a deputado estadual mais votados em Osasco, Gelso Lima, do Podemos, anunciou apoio a Fernando Haddad (PT) no segundo turno da disputa à presidência. “Não quero ser responsável pela barbárie que será o governo do Bolsonaro”, diz ele.

publicidade

Ex-secretário de Saúde de Osasco, Gelso Lima, manifestou apoio a Haddad nas redes sociais e tem compartilhado um vídeo no qual o ator Wagner Moura diz que votar contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência pelo PSL, é votar contra a “barbárie”.

Na mensagem (assista abaixo), o artista diz que “a liberdade de expressão está sendo ameaçada no Brasil”. Para ele, isso é evidenciado em episódios de violência relacionados a apoiadores de Bolsonaro, como o assassinato, a facadas, do capoeirista Moa do Katendê, na Bahia, após dizer que não havia votado no capitão do Exército após o primeiro turno da eleição e espancamentos de homossexuais.

publicidade

“Sei que os seus valores não comportam esse tipo de atitude. Esse é um apelo ao esses seus valores, que você os coloque acima de qualquer coisa”, diz Wagner Moura no vídeo compartilhado por Gelso Lima.

O ator também pede que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e Ciro Gomes, que foi candidato à presidência e ficou em terceiro no primeiro turno, se unam na luta “a favor da democracia”.

publicidade

“Essa não é mais uma eleição em que o que está em jogo é uma disputa política. Não está em jogo esquerda contra direita. Agora, é a civilização contra a barbárie”, destaca Wagner Moura no vídeo.

Gelso Lima foi o décimo candidato a deputado estadual mais votado no município, com 7.208 votos na cidade, de um total de 10.795 votos obtidos. “Diante do tsunami sobre as candidaturas que tinham propostas e a onda conservadora representada pelo Bolsonaro, além da oposição que sofri do governo local, o resultado foi satisfatório”, avaliou.

Neutralidade 

O Podemos, partido de Gelso, anunciou posição de neutralidade no segundo turno da disputa presidencial, com os filiados liberados para manifestar apoio ao candidato que preferirem. Na disputa pelo governo do estado, a legenda apoia Márcio França (PSB).

Além de Gelso, outro membro de destaque do Podemos na região que manifestou apoio no segundo turno foi o prefeito de Itapevi, Igor Soares. “Sou Bolsodoria”, afirmou, declarando apoio a Bolsonaro para presidente e, contrariando o partido, João Doria (PSDB) para o governo do estado.

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, não manifestou apoio sobre a disputa presidencial, mas, com relação ao diretório municipal do Podemos em Osasco, disse que “não existe a possibilidade de apoio ao PT”.

Comentários