Gelso é convidado para coordenar campanha de Alckmin, mas deve escolher Podemos

0
Caso deseje disputar a vaga de deputado, Gelso terá que deixar o cargo na Prefeitura até o dia 1º de abril.

O atual secretário de Relações Institucionais de Osasco, Gelso de Lima (sem partido) deve se filiar ao Podemos nos próximos dias para disputar uma vaga de deputado estadual. Caso a filiação – praticamente certa – se confirme, ele deve compor em Osasco uma “dobrada” com a presidente do partido e candidata à reeleição Renata Abreu.

publicidade

Fontes ouvidas pela reportagem do Visão Oeste dizem que a filiação ainda não foi oficializada porque Gelso teria recebido uma proposta para coordenar – na região – a campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) à presidência da República.

Articulador político reconhecido, Gelso de Lima foi um dos responsáveis pelas vitoriosas campanhas a prefeito do petista Emídio de Souza, do agora pedetista Jorge Lapas e do atual prefeito Rogério Lins (Podemos).

publicidade

Gelso estaria cotado também para integrar as fileiras do PSB para disputar uma vaga de deputado pelo partido. A partir de abril o vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França (PSB), será o novo governador de São Paulo e está em busca de nomes para ajudá-lo a se reeleger.

Até pela proximidade com Renata Abreu, Gelso pode ter preferência dentro do Podemos. O outro nome da sigla ao cargo, o vereador de Osasco, Ralfi Silva, diz que também tem um convite da deputada para entrar na disputa, além de um pedido do prefeito Rogério Lins.

publicidade

Caso deseje mesmo disputar a vaga de deputado, terá que deixar o cargo de secretário até o dia 1º de abril.

Gelso de Lima foi filiado ao PT por quase 30 anos. Durante a gestão de Emídio de Souza chefiou as pastas de Governo, Saúde e Comunicação. Na gestão de Jorge Lapas chefiou duas secretarias: Assistência Social e Indústria e Comércio.

Comentários