Governador de SP anuncia que não haverá reajuste de pedágio nas rodovias estaduais

2
O governador Geraldo Alckmin

Reajuste que estava marcado para o dia 1º de julho foi cancelado pelo governador / Foto: Eduardo Metroviche
Reajuste do valor dos pedágios que estava marcado para o dia 1º de julho foi cancelado pelo governador / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 24, a suspensão do reajuste do valor dos pedágios cobrados nas rodovias privatizadas de todo o Estado. O reajuste deveria ser aplicado a partir do dia 1º de julho pelos contratos firmados entre o governo e as concessionárias.

Após uma série de manifestantes interromperem o trânsito em rodovias em todo o país reivindicando a isenção da cobrança de pedágio nas últimas semanas, foi decidido a suspensão do reajuste dos pedágios. “O reajuste não está sendo adiado por um ano. Ele está sendo cancelado. Nós estamos assumindo o custo disso por um ano”, informou o governador.

publicidade

A suspensão dos reajustes será compensada pela redução do valor pago à Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) pelas concessionárias – a taxa cairá de 3% para 1,5%. O governo paulista também passará a multar as concessionárias pelos atrasos em obras.

publicidade
Comentários