Os ônibus não devem circular em Osasco e região durante a greve geral nesta sexta-feira, 28, contra as reformas da Previdência e Trabalhista. A mobilização dos trabalhadores dessas áreas deve começar já na madrugada, nas garagens das empresas.

“Uma das ações principais é paralisar o transporte”, declara um dos organizadores dos atos desta sexta na região.

Os manifestantes planejam impedir a saída de ônibus nos terminais e até a circulação dos veículos que circulam durante a madrugada buscando motoristas dos ônibus municipais. Também deve ocorrer o bloqueio de diversas vias da cidade.

Publicidade

Além disso, não deve haver circulação de trens e metrô durante a greve geral desta sexta. Os sindicatos pedem que a população não saia de casa.

“Os trabalhadores, a população, precisam saber o que estas reformas significam, o que está por vir: que é um verdadeiro desmonte dos direitos dos trabalhadores. Essa luta é de todos” , afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Jorge Nazareno.

Na Paulista 

Assim como nos protestos de 15 de março, as cidades da região devem ter atos durante a manhã de sexta-feira. À tarde, os manifestantes vão se concentrar na Avenida Paulista, em São Paulo.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui