Homem é multado em mais de R$ 5 mil por manter 18 pássaros venezuelanos em cativeiro em Carapicuíba

0
Homem é multado em mais de R$ 5 mil por manter 18 pássaros venezuelanos em cativeiro em Carapicuíba
O criador dos pintassilgos venezuelanos, conhecidos também como Tarins, não tinha permissão legal / Fotos: reprodução

Um homem foi autuado, na sexta-feira (19), pela Polícia Militar Ambiental de São Paulo, por manter em cativeiro 18 pássaros exóticos de origem venezuelana em Carapicuíba.

publicidade

A PM Ambiental chegou à residência, que fica no Jardim Maria Beatriz, por meio de uma denúncia anônima de suposto maus-tratos em um imóvel próximo. Ao atender a ocorrência, os policiais escutaram muitos pássaros cantando em uma residência vizinha.

Questionado sobre a existência de aves, o homem respondeu à polícia que tinha apenas aves domésticas, que são permitidas por lei. Os policiais fizeram buscas na residência e encontraram um espaço desenvolvido para a criação dos pássaros.

publicidade

Foram encontrados 19 canários-belgas, espécie doméstica permitida por lei, e 18 pintassilgos venezuelanos, conhecidos como Tarins. “Não havia sinais de maus-tratos. Porém, a espécie Tarin é considerada exótica, conhecida também como pintassilgo venezuelano. Esses animais não tinham anilhas de origem legal”, disse um PM.

A PM Ambiental apreendeu as aves e registrou um Auto de Infração Ambiental (AIA) contra o homem, multado em R$ 5,6 mil. “Foram adotadas as providências administrativas e gravado o AIA por introduzir espécies exóticas no território de São Paulo sem parecer técnico favorável oficial e licença da autoridade competente”, explicou a PM.

publicidade

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia do Meio Ambiente de Barueri.

Comentários