Homem que incendiou a namorada em Carapicuíba aparece em lista da Interpol

0
carapicuíba interpol
Foto: Reprodução/Interpol

Thiago Henrique Moreira, de 38 anos, condenado por matar a namorada queimada em Carapicuíba, em 2006, foi colocado em uma lista da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) de procurados por crimes contra mulheres.

publicidade

Quando um país emite um comunicado para que um nome entre na lista, policiais de 194 países podem localizar e prender o fugitivo.

No entanto, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Moreira já está preso, desde 2017, na Penitenciária de Tupi Paulista, no interior do estado. A SSP diz que já solicitou à Interpol que o nome dele fosse retirado da lista de foragidos.

publicidade

O criminoso esteve preso em Presidente Prudente de 2006 a 2013, quando fugiu. Em 2017, foi capturado e encaminhado à Penitenciária onde está atualmente, segundo a SSP.

Thiago Henrique Moreira incendiou a namorada, Cibele da Silva Paz, com 16 anos, no dia 15 de abril de 2006, em frente a uma igreja evangélica em Carapicuíba. Ela estava no culto quando foi abordada por ele, que não aceitava o fim do relacionamento e pediu para conversarem em frente ao templo. Lá, colocou fogo em Cibele e fugiu.

publicidade

A jovem teve queimaduras de primeiro e segundo grau e chegou a ser levada ao Hospital Sanatorinhos, mas não resistiu aos ferimentos. Moreira se entregou quatro dias após o crime.

Além do carapicuibano, a Interpol tem outros oito brasileiros, dos quais sete homens e uma mulher, em sua lista de procurados por feminicídio. (Com informações do portal Universa, do Uol)

Comentários