Hora de renovar as esperanças

0

O ano de 2016 chegou com a difícil missão de reverter os prognósticos negativos deixados pelo seu antecessor. A turbulência política que acabou resultando em crise econômica de 2015 deixou sequelas profundas com as quais teremos que lidar ao longo desse ano novo, infelizmente. Nem mesmo podemos comemorar o fim da turbulência original, na medida em que ainda é incerto o desfecho da crise institucional do Congresso Nacional. Sob a tutela de um presidente acusado de corrupção, Eduardo Cunha (PMBD-RJ) fez justiça à comparação que ganhou com o seriado televisivo House Of Cards (“House of Cunha”), e demonstrou a incrível e infeliz habilidade de se perpetuar no poder a partir de manobras estatutárias.

publicidade

2016 chegou com missão de reveter prognósticos negativos vindos de 2015

Em nome de tranquilizar mercados e buscar a paz necessária para a retomada do crescimento, o governo até esboçou uma tímida reação, aprovando um ajuste fiscal que desagradou os setores mais à esquerda da base aliada e acabou custando a cabeça do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Ao anunciar a quitação dos valores em 30 de dezembro, também se desvencilhou de parte do peso das chamadas pedaladas fiscais, que faziam acentuar a pressão do punhal chamado impeachment. Mas a luta não terminou, nem parece próxima do fim.
Para aguentar o que vem por ai, é preciso mesmo renovar as esperanças e se apegar ao ditado popular que credita-nos, a todos os brasileiros, a qualidade de fortes. Teremos à frente um ano eleitoral, momento oportuno para refletir sobre o que realmente avançou nos municípios e quais projetos de fato trouxeram e trazem melhorias na qualidade de vida dos munícipes.
De certo, sob novos protestos e polêmicas, teremos ainda as olimpíadas Rio 2016, cujo papel em meio a esse cenário pouco ufanista ainda está para ser interpretado. E assim começa um novo ano! Que seja um ano bem melhor, em todos os sentidos.

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVoos de Lu Alckmin não dão capa na Folha
Próximo artigoFrases