Hospital Antônio Giglio tem nova administração

5
Hospital Antonio Giglio Osasco
Foto: Lana Alves/Visão Oeste

Nesta terça-feira, 1º, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, acompanhado pelo secretário de Saúde, José Carlos Vido, acompanhou a primeira troca de plantão e operação da nova empresa gestora do Hospital Municipal Antônio Giglio e da UPA Centro. A Organização Social (OS) Instituto Social Saúde Resgate à Vida (ISSRV) foi contratada em caráter emergencial para a Fundação do ABC (FUABC), que deixa a unidade.

publicidade

De acordo com a Prefeitura, a nova OS foi escolhida por apresentar melhores indicadores na área de saúde, qualidade e eficiência no atendimento e menor custo à administração.

A presidência da instituição está sob o comando do ortopedista, especialista em clínica médica Dr. Ricardo Emílio Rodrigues Sanches. A assessoria da OS fica a cargo do infectologista e generalista Ewandro Ruck.

publicidade

Durante as boas-vindas à diretoria e aos novos funcionários, o prefeito declarou que “o coração da Saúde de nossa cidade é o Hospital Antônio Giglio”. “Confiamos em vocês. Que o grupo trabalhe com companheirismo e sinergia em prol da saúde da população de Osasco”, disse.

“Além disso, iniciamos um novo ciclo de formação no Ensino Superior na cidade, com a vinda da Uninove. Temos um contrato de colaboração, os profissionais farão residência médica na rede básica e vamos receber, em contrapartida, R$ 14 milhões para investir na nossa rede pública de saúde. Muitos avanços começaram a acontecer e os resultados aparecerão”, reforçou o prefeito.

publicidade

O evento contou com um tour pelo hospital municipal, encerrando no Auditório, momento em que todos se reuniram para as considerações finais. “Estamos aqui para contribuir com o governo e oferecer um serviço de qualidade aos munícipes”, anunciou Sanches.

Outras ações na Saúde

Já o secretário de Saúde, José Carlos Vido, fez um balanço de todas as ações que já foram realizadas pela pasta desde o início do governo, como a entrega de novas ambulâncias, entrega de 20 leitos de UTI Neonatal da Maternidade Amador Aguiar, a contratação emergencial de mais de 100 médicos para regularizar o atendimento na rede, a mudança do laboratório de análises clínicas para agilizar a entrega de exames, a retomada das obras da UBS do Rochdale e a contratação de mais 300 médicos para atender em plenitude à população, em regime efetivo a partir deste mês.

“Os avanços continuam. Estamos em fase final no processo de licitação para terceirização das outras UPAS e Prontos-Socorros, e segue em andamento o processo de terceirização do SAMU e do Centro de Especialidades Odontológicas. Com esses avanços tenho certeza que, brevemente, nossa rede irá atender muito bem aos osasquenses e vamos ter uma Saúde, de fato, renovada em Osasco”, destacou Vido.

O encontro encerrou com a visitação na Unidade de Pronto Atendimento Centro (UPA Centro).

Comentários

5 COMENTÁRIOS

  1. Com a nova gestão fiquei totalmente desamparada, gestante, mãe de quatro crianças…só me enrolaram no RH, ninguém faz nada…lamentável…passei pela segunda vez esse constrangimento, a outra foi no HMB que até hj não me pagaram…

  2. Pois e amigos(a)s entrem na fila do calote nos funcionarios em Osasco…o pessoa cujo contrato terminou ano passado estao vendo navios ate hoje.
    Esse cidadao nao assume responsabilidade de pagar o que deve..acho que deveriamos dar calote no iptu pra ver como ele se sentira..afinal chumbo trocado nao dou

  3. Pelo que sei a verba para essa nova OS foi reduzida, funcionários antigos foram mandados embora para reduzirem pela metade o salário de todos os funcionários a serem contratados…
    Se já era um caos recebendo um salário descente, porém faltando materiais, antibióticos… imagine agora!?

  4. ESTOU MUITO CONTENTE COM ESSA MUDANÇA POIS TRABALHEI MUITOS ANOS E SAI COM MUITA SAUDADE DO LOCAL E DOS COLEGAS QUE SEJA BEM VINDA ESSA NOVA DIREÇAO ————- ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

  5. Não houve até agora nenhuma subrrogacao dos funcionários, nenhum posicionamento quanto ao pagamento de vale transporte e refeição. Como sabemos, essa nova OSS saiu de Embu com muitos problemas, má administração, falta de pagamento dos funcionários. Quem quiser pode procurar na Internet pelo Instituto Social Saúde e Resgate à Vida e vai comprovar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeitura divulga nota sobre notícia falsa de gasto de R$ 190 mil em pizzas
Próximo artigoEmpresas de ônibus de Osasco pedem 5 dias para redução da tarifa