Incompetência tucana, impunidade e o triunfo da violência

0

Valdir Roque – vereador, líder da bancada do PT na Câmara Municipal de Osasco, pós-graduado em Segurança Pública e Direitos Humanos

publicidade

Mateus, Douglas, José Carlos e Carlos Eduardo. Quatro jovens entre 16 e 18 anos cheios de sonhos, planos. Que infelizmente não vão poder realizar. Eles foram covardemente assassinados em mais uma chacina na região. Desta vez em Carapicuíba, na madrugada de sexta para sábado, 19, em frente à pizzaria onde trabalhavam.

Há pouco mais de um mês, na noite de 13 de agosto, uma série de ataques deixou 19 mortos em Osasco e Barueri.

publicidade

Até o momento em que escrevo este texto ainda não havia informações sobre possíveis ligações entre os dois crimes. Independentemente do que afirmam os órgãos de segurança do estado, me arrisco a dizer que há, sim, ligação entre os dois crimes. E não só entre esses dois, mas entre todas as chacinas ocorridas no estado.

Todas elas têm em comum a quase certeza da impunidade, da incompetência do governo do estado, há mais de duas décadas comandado pelo PSDB, em cumprir com suas atribuições de investigar e punir, que nos amedronta, deixando a triste sensação do triunfo da violência.

publicidade

Mais de um mês depois, ainda não há a elucidação das chacinas de Osasco e Barueri. O pouco que se sabe até agora é que há um suspeito preso e que há suspeitas de envolvimentos de policiais. Nas investigações, reportagens na imprensa apontam para divergências e atritos entre a Corregedoria da PM e uma força tarefa criada pelo governador Geraldo Alckmin. Além disso, testemunhas tiveram dados expostos e correm risco.

Outras chacinas também causaram dor e luto na região nos últimos anos, como em julho de 2012, quando sete pessoas foram mortas na zona Norte de Osasco em outro caso sem solução.

Um dos raros levantamentos sobre o tema – já que a Secretaria de Estado da Segurança Pública não tem dados específicos para este tipo de crime –, feito pelo jornal Folha de S. Paulo, aponta que 23 das 24 chacinas ocorridas em 2012 na Capital e Grande São Paulo não foram solucionadas.

Será que se houvesse apuração séria, eficaz, com a elucidação dos casos e os autores presos, crimes como este continuariam comuns na região?

Por que há tanta impunidade no estado? O que o governo do estado tem feito para diminuí-la? Por que, mais de um mês depois, as chacinas de Osasco e Barueri, que chocaram o mundo, ainda não foram esclarecidas? Como estão as investigações?

Com a palavra, o secretário de Segurança do governo Alckmin, Alexandre de Moraes, que tem se negado a vir prestar esclarecimentos em audiência pública que pretendemos realizar na Câmara Municipal de Osasco. Enquanto isso, como diz a letra de um rap, “periferia segue sangrando”. Até quando?

Comentários