Investigador que espalhou boato sobre possível ataque do PCC deve ser afastado
Investigador que espalhou boato sobre possível ataque do PCC deve ser afastado

O investigador que divulgou um alerta sobre um possível ataque do PCC nesta terça-feira, 17, em São Paulo será afastado do setor de inteligência da Polícia Civil, afirmou nesta segunda, 16, o secretário de Segurança Pública do estado, Mágino Alves Barbosa Filho.

publicidade

Endereçado na semana passada ao Centro de Inteligência de Araraquara, no interior do estado, o boato se disseminou entre policiais civis e militares.

Segundo o G1, Mágino Alves disse não saber o nome do investigador, mas garantiu que ele será trocado. O secretário criticou a divulgação do alerta e afirmou que ele é falso e que não há risco de ataques.

publicidade

“Não detectamos nenhum movimento que justifique um temos que aquele falso alerta está provocando”, diz secretário

“O policial demonstrou não ter aptidão para trabalhar com inteligência policial. (…) Por isso, vai sair”, disse o secretário em evento no Palácio dos Bandeirantes nesta segunda. Segundo Filho, o alerta está “errado”.

“Verificamos a situação na região e em todo o estado e não detectamos nenhum movimento que justifique um temos que aquele falso alerta está provocando”, disse.

publicidade

A razão dos supostos ataques seria a possível transferência de 12 lideranças do PCC para presídios federais ou pela extensão dos prazos de permanência delas na penitenciária de Presidente Bernardes.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui