Itapevi realiza neste sábado Mutirão de Prevenção ao Câncer Bucal

Itapevi realiza neste sábado Mutirão de Prevenção ao Câncer Bucal

0
Compartilhar
Foto: Felipe Barros

A Prefeitura de Itapevi inicia, neste sábado, 12, a sua participação na Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal, com a realização de um mutirão de combate à doença.
Durante a ação, 34 dentistas e auxiliares da rede municipal de saúde reforçarão as atividades de diagnóstico da doença em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF) do município.

Além disso, a Praça 18 de Fevereiro receberá, no mesmo dia, uma Unidade Móvel Odontológica para intensificar o atendimento à população, que será realizado das 8h às 16h, tanto no equipamento quanto nas unidades de saúde.

“Nossa atenção, além do câncer de boca, é para os cuidados com as lesões em geral na cavidade bucal”, explica o coordenador de Saúde Bucal do município, Ricardo Vick.
Após o mutirão, a Secretaria de Saúde e Bem-Estar seguirá participando da campanha, acompanhando os pacientes afetados ou com suspeita de terem a doença.

“Nos casos de suspeita de câncer bucal, as amostras coletadas serão encaminhadas para biópsia no Departamento de Patologia da Universidade de São Paulo, e o resultado é devolvido para nós o mais rápido possível”, diz Vick.

Para auxiliar nos casos mais graves, será disponibilizada uma equipe de multiprofissionais composta por psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais e nutricionistas. “Se a suspeita for confirmada, o tratamento é iniciado imediatamente”, reforça Vick.

Todos os dentistas da rede municipal já possuem orientação específica para fazer, além do diagnóstico padrão, exame complementar focado na descoberta de lesões bucais como o câncer.

“Caso a doença não seja diagnosticada em até 6 meses, pode-se levar à morte e o paciente pode perder a língua, mandíbula e até mesmo a possibilidade de mastigar e alimentar-se autonomamente”, afirma Vick.

De acordo com levantamento da Coordenadoria de Saúde Bucal de Itapevi, de maio de 2017 a março de 2018, foram identificados quatro casos de câncer bucal na cidade. Segundo Vick, os dentistas da rede municipal realizam cerca de 4 mil atendimentos mensais.

Os tratamentos de câncer bucal dependem de rádio e quimioterapia e cada um custa, em média, de R$ 100 mil a R$ 150 mil por paciente, segundo Vick. O tratamento de câncer bucal demora, em média, de três meses a 1 ano, dependendo da complexidade do caso.
Para saber mais sobre e esclarecer dúvidas sobre o câncer bucal e a campanha, o e-mail para contato é o saudebucal@itapevi.sp.gov.br.

Compartilhar

Comentários