Itapevi realiza plantão para minimizar saída de médicos cubanos

Itapevi realiza plantão para minimizar saída de médicos cubanos

5
Compartilhar

Com a decisão do governo de Cuba de retirar os médicos da ilha do programa Mais Médicos, a Secretaria Municipal de Saúde de Itapevi está acionando os demais profissionais de saúde do município para organizar um sistema de plantão, de modo a cobrir emergencialmente o atendimento até então realizado pelos profissionais estrangeiros em Itapevi.

Publicidade

A articulação para minimizar o impacto da saída dos médicos cubanos começou na quarta-feira passada (14), no mesmo dia em que as autoridades cubanas anunciaram que abandonariam o programa, cuja responsabilidade é do governo federal.

Itapevi perdeu todos os 21 médicos cubanos que atuavam no município pelo Mais Médicos. Eles trabalhavam nas Unidades de Saúde da Família.

Além disso, a pasta está atualizando os dados dos pacientes nas unidades de saúde para agendar atendimentos tão logo novos profissionais ocupem os postos.

De acordo com a Prefeitura, em caso de queixas de mal-estar, o paciente que vinha sendo atendido por um dos 21 médicos cubanos deve se dirigir a uma unidade de saúde, onde será avaliado por enfermeiros da rede municipal e encaminhado para o pronto atendimento, se necessário.

Publicidade

Novo Edital 

O Ministério da Saúde publicou nesta terça-feira (20) novo edital para repor os profissionais. O processo de contratação de novos profissionais para o Mais Médicos se dará em duas fases: a primeira, que vai até o dia 27 de novembro, será exclusiva para a admissão de médicos brasileiros.

A segunda, do dia 27 de novembro em diante, preencherá as vagas restantes com médicos estrangeiros e brasileiros sem registro no Conselho Regional de Medicina.

Compartilhar


Comentários