Início Almanaque João de Deus é preso por abuso sexual um dia após Netflix...

João de Deus é preso por abuso sexual um dia após Netflix lançar documentário “Cura e Crime”

0
joao de Deus
Reprodução

O médium João Teixeira de Faria, mais conhecido como João de Deus, foi preso nesta quinta-feira (26), após novas acusações de crimes sexuais contra mulheres que teriam ocorrido durante atendimentos espirituais.

publicidade

A prisão aconteceu em Anápolis, Goiás, cidade onde o médium, condenado a mais de 60 anos de pisão por crimes sexuais, porte ilegal de arma de fogo e violação sexual mediante fraude, já cumpria pena em regime domiciliar.

Agora, João de Deus responde por acusação de estupro de vulnerável contra oito mulheres, apresentada pelo Ministério Público de Goiás, sendo a 15ª denúncia já apresentada contra ele. Os crimes teriam ocorrido entre 1986 e 2017, com vítimas do Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Maranhão, Goiás, Santa Catarina, Mato Grosso e Espírito Santo, segundo informações do “Extra”.

publicidade

João de Deus já esteve detido em Goiânia, entre dezembro de 2018 e março de 2020, mas devido à pandemia, foi autorizado a cumprir pisão domiciliar.

João de Deus: Cura e Crime

A pisão do médium ocorre um dia após a Netflix lançar um documentário que mostra como o curandeiro entrou para o crime na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. A produção teve a estreia adiada em mais de um ano por conta do documentário lançado no Globoplay, em junho de 2020.

publicidade

O trailer mostra João de Deus aceitando conversar sobre o caso com a Netflix. Em uma das cenas, ele aparece sentado em uma poltrona e ouve a pergunta: “O que o senhor tem a dizer sobre isso?”.

“NÃO ESTÁ SOZINHO”// Zezé Di Camargo quer participar de álbum “cancelado” de Sérgio Reis

Comentários