Justiça determina pagamento de atrasados da H-Buster

2
Trabalhadores estão mobilizados desde o fim de março / Foto: Eduardo Metroviche

Trabalhadores estão mobilizados desde o fim de março / Foto: Eduardo Metroviche
Trabalhadores estão mobilizados desde o fim de março / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Auris Sousa

A Justiça determinou na quarta-feira, 24, que a empresa H-Buster, de Cotia, efetue o pagamento dos salários atrasados aos trabalhadores, que estão em greve desde o último dia 8. A decisão se deu durante julgamento da empresa com presença do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2).

publicidade

De acordo com o Sindicato, por meio da decisão a empresa terá que efetuar os pagamentos imediatamente, caso contrário terá que pagar multas. No julgamento, em virtude da greve, também ficou definido a estabilidade de 90 dias para todos os metalúrgicos, que continuam com a paralisação até que os pagamentos sejam efetuados. Até o fechamento desta edição a empresa não havia dado uma posição quanto aos pagamentos.

Arresto
A pedido da entidade, a 1ª Vara Cível de Cotia determinou o arresto de bens da H-Buster. A medida garante a conservação de bens patrimoniais da empresa para assegurar que ela faça o pagamento em dinheiro de suas obrigações.

publicidade

Relembre
Desde o final de março a H-Buster, fabricante de televisores, notebooks e aparelhos de som automotivo, teve seus recursos financeiros bloqueados pelos bancos. Antes disso, ela entrou com pedido de recuperação judicial. A metalúrgica alega ao Sindicato que a falta de pagamento dos salários se deu pelo bloqueio.
Na última semana, os metalúrgicos rejeitaram proposta da empresa, que se propôs pagar 50% dos salários e implantar o layoff (suspensão temporária dos contratos de trabalho).

Comentários