Justiça proíbe divulgação de pesquisa e apreende jornais

0

13716159_1204733516237679_1480770682508013961_n
Justiça proíbe divulgação de pesquisa e apreende jornais / Foto: Felipe Barros

publicidade

Itapevi//  Levantamento foi considerado irregular após partido de Igor Soares acionar a Justiça

A pré-campanha eleitoral começou polêmica em Itapevi, após a divulgação de uma pesquisa do instituto Sebram que mostrava a ex-prefeita Ruth Banholzer (PTB) na liderança. Na segunda-feira, 11, o juiz eleitoral Gustavo de Azevedo Marchi concedeu liminar pedida pelo PTN que impede a divulgação da pesquisa, considerada irregular. Também foram apreendidos exemplares do jornal que divulgou o levantamento.

publicidade

O PTN tem como pré-candidato a prefeito o deputado estadual Igor Soares, que falou à imprensa na quarta-feira, 13. Ele disse que o fato mostra “campanhas ultrapassadas”. “Jornais que nunca circularam de forma regular na cidade, agora passam a ser distribuídos de casa a casa, gratuitamente. Estão tentando enganar o povo itapeviense com pesquisa ilegal, conforme apontou a Justiça Eleitoral, mas isso nós não vamos admitir”, disse.

Na liminar, o juiz eleitoral afirma que “concessão da liminar é medida de prudência, uma vez que a divulgação de pesquisa eventualmente irregular poderá acarretar dano de difícil reparação ao representante”. Entre as possíveis irregularidades na pesquisa está a falta de informações obrigatórias de acordo com a legislação eleitoral, como o valor dos serviços contratados e cópia da nota fiscal correspondente ao serviço prestado pelo instituto.
De acordo com o advogado do PTN, a pesquisa apresenta “vícios formais do registro de pesquisa eleitoral perante ao TSE, problemas na metodologia adotada, com a exclusão de bairros importantes, ausência de utilização de dados oficiais do IBGE e irregularidades no plano amostral, bem como possui indícios de fraude”.

publicidade

Apreensão
Na quarta-feira, 13, a Polícia Militar apreendeu na cidade cerca de cinco mil exemplares do jornal que divulgou a pesquisa. Segundo o PTN, os exemplares estavam sendo distribuídos gratuitamente de porta em porta.

Pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Igor Soares, Marcos Godoy, o Teco (PSD), não descartou recorrer ao Ministério Público para “buscar quem é o grande interessado em veicular, pagar e entregar uma matéria nitidamente tendenciosa”.

Comentários