Início Cidades Barueri Kits de educação sexual chegam a todas as unidades de saúde de...

Kits de educação sexual chegam a todas as unidades de saúde de Barueri

0
Foto: Lourivaldo Fio – Secom

No dia 14 de dezembro Barueri recebeu kits completos para ilustrar e complementar as ações de educação sexual realizadas pelos profissionais de saúde da rede. A distribuição começou no mesmo dia e, até sexta-feira (dia 22), todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e os Centros de Atenção Psicossociais (CAPS) receberão os seus.

publicidade

Bastante completo, o kit é composto por três cadernos ilustrados: um sobre Aids, outro sobre Hepatites e um terceiro sobre DSTs (Doenças Sexualmente transmissíveis). Ele também traz CDs, DVDs e vários objetos para demonstrações práticas e lúdicas sobre o tema.

Conforme explica o coordenador do Programa IST/Aids, Reinildo de Souza, nem todas as unidades de saúde tinham materiais como esse e agora, com a chegada deles, todas já estão aptas a desenvolver o trabalho de orientação sexual com mais aprofundamento.

publicidade

Para incentivar a correta utilização do kit, profissionais de saúde de todas as UBSs passaram por uma capacitação no dia 14, moderada pela médica Presciliana Giovana Guerra Mitrano Leite, ginecologista das UBSs Chácaras Marco e Vila Ceres. Enfermeiros, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, psicólogos e agentes de saúde assistiram a uma demonstração detalhada dos itens e discutiram, por meio da troca de experiências, formas de utilizá-los em seus territórios da melhor maneira possível.

“O objetivo é exatamente a capacitação desses profissionais pra que eles consigam abordar a sexualidade em seus territórios. Isso é um processo contínuo, é um disparador para que eles comecem as ações ou os estimulem a continuar, porque algumas UBSs já trabalham a sexualidade e essa troca entre eles ajuda”, explica Presciliana.

publicidade

De acordo com a ginecologista, estimular as pessoas a falarem e aprenderem mais sobre o tema é muito importante para a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), evitar uma gravidez indesejada, fortalecer a autoestima e promover o conhecimento do próprio corpo, dentre outros fatores. “Sexualidade é uma forma de se relacionar, não é só falar de sexo”, pondera.

Comentários