Lapas apresenta plano de governo e promete saúde informatizada

1

whatsapp-image-2016-09-14-at-15-39-13
Público acompanha apresentação do plano de governo de Jorge Lapas

publicidade

O prefeito e candidato à reeleição Jorge Lapas (PDT) apresentou na noite de terça-feira, 13, seu Plano de Governo 2017/2020. O lançamento foi feito rapidamente, pois Lapas se dirigiu em seguida à Ocupação Esperança, no Parque Industrial Osasco, onde um incêndio destruiu barracos e deixou cerca de 500 famílias desabrigadas.

Lapas destacou que o plano de governo foi elaborado após 19 reuniões realizadas nos bairros de Osasco, onde foram reunidas propostas nas áreas de Saúde, Educação, Desenvolvimento Urbano e Sustentável, Mobilidade Urbana, Segurança Pública, Desenvolvimento Econômico e Geração de Trabalho e Renda, Cultura, Esporte e Lazer, Inclusão Social, Direitos Humanos e Diversidade e Modernização da Gestão, Transparência e Participação.

publicidade

Em seu discurso, o prefeito destacou a intenção de informatizar a rede pública de saúde, num projeto chamado Agenda Saúde. “Teremos um sistema informatizado para agendamento de consultas e exames, que vai dar tratamento mais digno à população, economizar tempo dos usuários e potencializar nossa capacidade de atendimento”, disse.

Lapas disse ainda que seu projeto foca na inovação e na formação das crianças e jovens para o mercado de trabalho. “Estou propondo aqui um novo tempo para Osasco. Uma Osasco que passe de cidade-trabalho, à qual nos orgulhamos, para uma cidade da inovação, que estamos propondo construir. A roda da engrenagem do meu novo governo vai girar em torno da eficiência, da interação, da justiça social e do desenvolvimento”, afirmou.

publicidade

Entre as propostas na área da Educação estão a construção de mais unidades dos CEUs das Artes, que reúmem atividades culturais e esportivas. “Seremos a cidade da inovação, porque aqui formaremos cidadãos mais completos. Nossa rede municipal de ensino vai oferecer alternativas para a formação de nossos jovens e crianças, com novos CEUs das Artes, que vamos construir por toda a cidade”.

Veja as principais propostas do plano de governo:

Entre as principais propostas estão:

*Construção de mais creches e o aumento de cerca de 3 mil vagas;

*Implantação de um sistema de remuneração crescente para o professor;

*Implantação da Agenda Saúde, um sistema integrado e informatizado de atendimento na rede de saúde, apoiado no Cartão Minha Vida Osasco, ferramenta que será utilizada para o agendamento eletrônico de consultas;

*Criação do programa Remédio Fácil;

*Construção de novas unidades habitacionais, reorganização das linhas de ônibus municipais, criação de novos terminais urbanos de ônibus, que aumentam a segurança e comodidade dos usuários;

*Criação de novas faixas e corredores exclusivos de ônibus, que aumentam a velocidade média dos coletivos e diminuem o tempo nos deslocamentos dos usuários;

*Construção da 3a Ponte sobre o rio Tietê, que ligará a Avenida Marechal Rondon,integrado
no Centro, à Avenida Brasil, no Rochdale;

*Construção da nova entrada da cidade, ligando a Rodovia Castelo Branco integrado ao sistema Fuad Auada/Maria Campos;

*Construção da Via Norte, com a implantação de sistema viário integrado;
*Implantação da Central de Segurança Urbana – Centro Integrado de Gestão que reunirá diversos serviços públicos (Mobilidade, Segurança, Gestão Urbana, Ambiental, etc.);

*Implantação do Programa Mais Luz – Ampliar o programa para a instalação de iluminação de LED nas vias públicas.;

*Fortalecimento da GCM com a ampliação do efetivo, aquisição de novos equipamentos e tecnologias e capacitação permanente dos agentes;

*Construção de novos CEUS;

Ampliar a transformação de camposa de futebol em Centros Esportivos, com grama sintética, iluminação e alambrados, academias de ginástica, pistas de caminhada e playground, estimulando a sua utilização também pelas famílias;

*Ampliar o programa Jovem Aprendiz;

Criação de uma Agência de Desenvolvimento Local;

*Implantação do Programa Exporta Fácil, para incentivar e estimular a exportação e as relações de comércio exterior;

*Desenvolver políticas de combate à discriminação em relação a orientação sexual e identidade e gênero;

*Ampliação dos cursinhos pré-vestibulares;

*Criação de amplo programa de estágio para estudantes;

 

Comentários