Em meio à repercussão da lacração de bares e uma igreja supostamente devido ao descumprimento da Lei do Silêncio, o secretário de Segurança de Osasco, Valdeci Magdanelo, disse que o foco das ações da fiscalização municipal contra o excesso de barulho são os bares.

publicidade

“A reclamação pontual que temos recebido se refere aos excessos de barulho por uma ou outra igreja, sim, casos isolados, mas principalmente por bares. Estes sim, onde não tem havido respeito ao sagrado direito ao silêncio das pessoas”, escreveu o secretário em seu perfil no Facebook na noite de terça, 21.

“Pois varam a noite e madrugada com músicas, cantorias, instrumentos sonoros, falatórios, não raro contendas etc., não raro sem documentação hábil ao funcionamento, passando por cima das posturas municipais e até de leis outras que garantem o direito ao silêncio noturno de quem precisa retomar as energias para o novo dia estafante”, continuou.

publicidade

Adequação

De acordo com Valdeci Magdanelo, “a Administração Municipal vai conferir reclamações e, constatado eventual excesso, haverá, sempre, contato direto e pessoal para que haja adequação de forma a não haver sequência nas reclamações (documentação, horário, instalação de sistema acústico, enfim) e assim todos viverão numa cidade acolhedora, de paz, de harmonia, de respeito recíproco”.

Denúncias e reclamações sobre descumprimento da Lei do Silêncio podem ser feitas na Secretaria de Segurança. O telefone é 3652-9083.

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui