Linhas de ônibus de Carapicuíba terão pontos finais alterados

0
Linhas de ônibus de Carapicuíba terão pontos finais alterados
Prefeito Sergio Ribeiro (PT) em vistoria às obras. Foto: Raphael Medeiros

Linhas de ônibus de Carapicuíba terão pontos finais alterados

publicidade

A partir do próximo dia 16, as linhas de ônibus municipais de Carapicuíba passarão por mudanças para que a nova fase do Projeto Novo Centro seja iniciada. Os próximos passos são a demolição, preparo para a fundação e a fixação das estacas de sustentação da laje.

Por conta disso, o terminal de ônibus localizado na Av. Diógenes Ribeiro de Lima (ao lado da estação de trem de Carapicuíba), será demolido. As linhas municipais da Empresa de Transporte e Turismo de Carapicuíba (ETT) e Del Rey Transportes, que faziam “ponto final” neste terminal passarão a fazer a parada na Rua Nelson Neves da Fonseca, ao lado da Escola Toufic Joulian.

publicidade

As linhas transferidas serão: 104 – Ariston / São Daniel (ETT), 105 – Olaria (ETT) e 11 – Vila Crett (Del Rey).

A ressalva será a linha 113 – Circular Ariston (ETT) que passará para o terminal provisório em funcionamento na Av. Deputado Emílio Carlos.

publicidade

Os usuários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) podem acessar a estação de Carapicuíba pela calçada da Av. Diógenes Ribeiro de Lima, como já acontece hoje. Este acesso será mantido para não prejudicar usuários e comerciantes locais.

As mudanças terão sinalização especial para passageiros e pedestres que utilizam o transporte coletivo municipal. Também serão colocadas placas informativas para ajudar a população a localizar os novos locais de parada dos ônibus.

Projeto Novo Centro

O Projeto Novo Centro prevê a construção de passarela, boulevard, túnel da Av. Mário Covas e do novo terminal de ônibus com acesso à CPTM. A obra é uma parceria entre a Prefeitura de Carapicuíba e o Governo do Estado, por meio do FUMEFI (Fundo Metropolitano de Financiamento e Investimento).

As intervenções são as maiores realizadas pelo FUMEFI até hoje e superam a marca de R$ 60 milhões. Até o momento, já foram construídas as novas ruas que hoje fazem parte do Sistema Viário da Lagoa. Para isso, foram necessárias a canalização do Córrego da Pedreira, abertura e pavimentação de novas vias.

A estrutura do novo terminal terá uma passarela que vai ligar o Calçadão à Estação Ferroviária, às faculdades e ao Parque da Lagoa. Essa iniciativa trará grandes benefícios à população e nova dinâmica à região.

Comentários