Após a divulgação de que o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), planeja extinguir a função de cobrador nos ônibus da Capital, nesta quarta-feira, 8, o prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN) se manifestou contra a possibilidade de a mesma medida ser adotada no município.

publicidade

“Sou contra. É uma decisão que envolve as concessionárias [do transporte público municipal], mas a gente não pode deixar de se manifestar contrariamente a qualquer prejuízo aos trabalhadores em nossa cidade”, declarou Rogério Lins.

São Paulo 

Na Capital, a extinção dos cobradores no transporte público é cogitada desde os anos 1990, mas, com protestos da categoria e ações judiciais contra a medida, nunca saiu do papel.

publicidade

Os defensores da medida argumentam que com o aumento da tecnologia, com a bilhetagem eletrônica, a função do cobrador não é mais necessária e extingui-la pode reduziria o custo do sistema.

Já os críticos da medida argumentam que ela geraria desemprego e que o cobrador continua importante no auxílio ao motorista e aos passageiros.

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui