Prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN)/ Foto: Eudes de Souza / CMO

A ausência de Rogério Lins (PTN) na reunião extraordinária do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste) nesta sexta-feira, 6, foi motivada por uma visita do prefeito ao cunhado, que está internado em um hospital em São Paulo após sofrer um enfarto nesta quinta, 5.

publicidade

Lins ligou para os prefeitos das outras cidades que fazem parte do órgão para justificar a ausência. O prefeito garante que vai manter foco na parceria regional.

“Ele vai estar junto, sim, em todos os diálogos. Até porque vários assuntos são de interesse em comum. Com certeza eles vão fazer”, afirmou a secretária de Comunicação da prefeitura de Osasco, Emília Cordeiro.

publicidade

Formado em 2013, o Cioeste tem como prerrogativa estabelecer soluções regionais eficazes para questões locais, como a destinação de resíduos sólidos, serviços na área da saúde, coordenação de defesa civil, mobilidade e campanhas contra endemias, entre outras.

Elvis Cezar é novo presidente do Consórcio 

Na reunião extraordinária do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste) desta sexta-feira, 6, foram escolhidos os novos mandatários da entidade em 2017. Foram eleitos, respectivamente, presidente e vice, os prefeitos de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar (PSDB), e de Itapevi, Igor Soares (PTN). O pleito é anual.

publicidade

A reunião foi presidida pelo prefeito de Cotia, Rogério Franco (PSD). Também participaram os prefeitos de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), Carapicuíba, Marcos Neves (PSB) e Jandira, Paulo Barufi (PTB).

No encontro também foram discutidas, no âmbito do Consórcio, ações de combate à dengue, transportes, infraestrutura e meio ambiente, temas de interesse comum das oito cidades que integram o órgão.

O prefeito de Cotia destacou a importância do Cioeste para os municípios.

“Estamos em uma região com um dos maiores PIBs (Produto Interno Bruto), com forte representatividade política e econômica. Por isso, é importante essa interação entre os prefeitos, para que atuemos junto aos governos estadual e federal e tenhamos mais eficiência na resolução de problemas comuns às cidades”.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui