Mãe nega ter ajudado assassino do filho a fugir em Osasco

0
mae teria ajudado assassino do filho a fugir em osasco
A mãe de Pablo Henrique, morto com um tiro na cabeça, aparece nas imagens de uma câmera de monitoramento mandando o assassino do filho fugir / Fotos: reprodução

Familiares, amigos e vizinhos de Pablo Henrique da Silva, de 22 anos, estão inconformados com o crime que abalou o Jardim Rochdale, em Osasco, no sábado (24). Após uma discussão, Pablo levou um tiro do namorado da mãe, lutou pela vida, mas não resistiu e morreu.

publicidade

O que intriga ainda mais os parentes do jovem é que a mãe de Pablo aparece nas imagens de uma câmera de monitoramento mandando o atirador fugir logo após o crime. Ela saiu do local sem prestar socorro ao filho, que estava caído na garagem.

mãe foge com assassino do filho osasco
Foto: reprodução/Record TV

A prima de Pablo conseguiu falar com a mãe dele em uma ligação, que foi exibida na reportagem do “Cidade Alerta”, da Record TV. “Bárbara, você estava bem atrás. Ele [Sandro] atirou e você chegou, então se você fosse uma mãe mesmo, você tinha falado ‘atira em mim, não mata ele [o filho]”, afirmou a prima do rapaz. “Eu não estava lá. Não, não, já tinha acontecido, eu não vi”, negou a mãe da vítima.

publicidade

Assim como todos que conviveram com Pablo, o irmão mais velho questiona a mãe pelo ocorrido. “Por que você fez isso, mãe? Você acabou com a nossa família, é o seu filho que está morto, é o Pablo”, lamentou. “Vi o vídeo várias vezes. Era para ela ter impedido isso. Ela sabia que isso poderia acontecer. Como mãe, era para ela evitar”, continuou.

Segundo os vizinhos, Sandro, namorado de Bárbara, sempre foi uma pessoa violenta e não aceitava ser contrariado. Mas Pablo batia de frente por não aceitar que a mãe namorasse com um homem casado. A última discussão da família, no entanto, terminou em uma tragédia, que foi registrada nas imagens.

publicidade

Sandro fez três disparos contra Pablo, que entrou na garagem de sua casa e segurou o portão para que o atirador não entrasse. Pablo foi atingido com um tiro na cabeça, foi levado ao hospital em estado grave, não resistiu e morreu na terça-feira (27).

A mãe de Pablo prestou depoimento na delegacia, mas foi liberada em seguida. Bárbara foi encaminhada para um abrigo de proteção à mulher, de acordo com a reportagem do “Cidade Alerta”. Até o momento, é considerada como testemunha do crime pela polícia, que precisa ouvir outras pessoas envolvidas no caso para concluir se ela teria sido cúmplice do namorado. Já Sandro desapareceu. A policia pediu a prisão temporária dele.

Comentários