Médico é investigado por liberar paciente com sintomas sem pedir teste de covid-19 em Itapevi

0
ps itapevi
No Pronto Socorro da Vila Dr. Cardoso, em Itapevi, médico teria dito que sintomas de covid-19 não eram "nada" e jovem foi diagnosticada três dias depois com a doença / Foto: reprodução/Google

Em Itapevi, um médico é investigado por liberar uma paciente com sintomas da covid-19 sem pedir que ela fizesse o teste. Ela continuou trabalhando e utilizando transporte público. Depois de três dias, a jovem pagou para fazer um exame na rede particular, que confirmou que ela estava com a doença.

publicidade

De acordo com reportagem da rádio BandNews, no dia 7 de junho, Lara Beatriz Vieira dos Santos, de 18 anos, sentiu febre, falta de ar e dores no corpo e foi até o Pronto Socorro Vereador Levy de Lima, na Vila Dr. Cardoso, em Itapevi.

Na unidade de saúde, o médico apenas lhe receitou uma injeção. A mãe perguntou se ele não pediria teste de covid-19 e o profissional teria dito que não era “nada”.

publicidade

O médico não lhe deu atestado e Lara continuou trabalhando em uma empresa de telemarketing e utilizando transporte público. Depois de três dias, com os sintomas persistindo, a jovem pagou para fazer exame de covid-19 na rede particular. O resultado deu positivo e ela foi afastada do emprego, para ficar em isolamento.

A Prefeitura de Itapevi informou que a conduta do médico está sendo apurada. De acordo com a administração municipal, quando há caso suspeito, deve haver emissão do atestado médico para o afastamento e isolamento domiciliar do paciente.

publicidade

Itapevi registra, até esta quarta-feira (17), 767 casos confirmados de covid-19, com 620 recuperados e 95 mortes em decorrência da doença.

covid itapevi 17 06
Reprodução

Comentários