Ministério da Saúde libera cloroquina em casos leves de covid-19

0
cloroquina coronavírus
Foto: reprodução

O Ministério da Saúde divulgou, na manhã desta quarta-feira (20), o protocolo que libera o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para todos os pacientes com coronavírus. Antes, a medicação era liberada somente para casos avançados da doença.

publicidade

A mudança no protocolo era um desejo do presidente Jair Bolsonaro, defensor da cloroquina no tratamento do combate à covid-19. Na terça-feira, o presidente afirmou que o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, iria assinar o documento que amplia as diretrizes do uso da medicação.

O uso da cloroquina foi motivo de desavenças entre Bolsonaro e os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, que deixaram o cargo em abril e maio, respectivamente.

publicidade

Apesar do novo protocolo, ainda não há comprovação científica de que o medicamento é capaz de curar a covid-19. Com isso, o paciente deve autorizar o uso da medicação, por meio de documento assinado.

De acordo com o novo protocolo, ao permitir o uso da cloroquina, o paciente concorda que está ciente dos efeitos colaterais, como “disfunção grave dos órgãos, ao prolongamento da internação, à incapacidade temporária e permanente, e até ao óbito”.

publicidade

Alterações cardíacas e renais em pacientes que fizeram o uso do medicamento já teriam sido registrados.

Comentários