Ministério Público emitiu parecer favorável a liminar de suspensão da tarifa de ônibus

0
No dia 9 de janeiro, o PSOL de Osasco protocolou ação popular na Justiça pedindo a revogação da passagem / Foto: Divulgação
No dia 9 de janeiro, o PSOL de Osasco protocolou ação popular na Justiça pedindo a revogação da passagem / Foto: Divulgação

Nesta quarta, 18, o promotor de Justiça, Gustavo Albano Dias da Silva do Ministério Público do Estado de São Paulo emitiu parecer favorável ao pedido de liminar do Decreto 11.420/16, de reajuste da passagem de ônibus em Osasco.

publicidade

A liminar trata-se de uma ação popular protocolada na Justiça, pelo PSOL de Osasco no dia 9 de janeiro, solicitando a revogação do aumento da passagem de ônibus, que subiu de R$ 3,80 para R$ 4,20, alta de 10,5% no fim do ano.

Na decisão o promotor de Justiça, entende que o aumento ultrapassa o índice de inflação de 2016 de, aproximadamente, 6,2%. Também apontou que o reajuste submete os usuários a maiores despesas, em momento de crise econômica. Agora o pedido deve ser analisado pelo juiz da 1° vara da Fazenda Pública de Osasco.

publicidade

Na tarde de hoje, aconteceu outra manifestação pedindo a revogação do aumento da passagem. Os atos foram convocados pelo movimento Chega de Corrupção em Osasco e Osasco Contra o Aumento (OCA) e um pequeno grupo de manifestantes foram até à Prefeitura, onde se reuniram com o prefeito Rogério Lins (PTN).

 

publicidade

 

Comentários