Ministro participa de campanhas

0
Aldo Rebelo (centro) em caminha com Toniolo (à direita) / Foto: Francysco Souza

Aldo Rebelo (centro) em caminha com Toniolo (à direita) / Foto: Francysco Souza
Aldo Rebelo (centro) em caminha com Toniolo (à direita) / Foto: Francysco Souza

Durante passagem por Osasco na terça-feira, 2, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, minimizou a ausência de projetos para a área nos discursos dos presidenciáveis nos dois debates realizados até o momento – o último na segunda, 1º, no SBT.

Rebelo minimiza ausência de Esportes em debates

“Devem estar guardando um tema tão importante para o debate final. É assim que eu espero”, disse Rebelo durante caminhada de campanha de candidatos de seu partido, o PCdoB, no calçadão de Osasco.
Ele negou que a ausência do tema esporte nos debates dos presidenciáveis seja uma mostra de que a área está em segundo plano no país. “Não creio, pelo contrário. O país que acolhe os dois maiores eventos esportivos do planeta, a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016 (no Rio de Janeiro), é porque tem o esporte como uma de suas prioridades”, afirmou.
“Nunca houve tantos investimentos no esporte como há hoje no Brasil, tantos projetos. Só o Plano Brasil Medalhas, que prepara nossos atletas para os Jogos de 2016, constitui um investimento de R$1 bilhão”, completou Aldo Rebelo.

Publicidade

Rio 2016
Com os investimentos, destacou o ministro do Esporte, a expectativa é que o país supere com folga em 2016, no Rio de Janeiro, os resultados dos Jogos de Londres em 2012, quando o Brasil ficou na 22º posição no quadro de medalhas (três de ouro, cinco de prata e nove de bronze) na Olimpíada e em sétimo lugar na Paraolimpíada, com 43 medalhas (21 de ouro, 14 de prata e oito de bronze).

“Nosso desempenho [das delegações brasileiras] tem melhorado bastante e a nossa meta é chegar em 2016 lutando pelo quinto lugar na Paraolimpíada e até o décimo lugar na Olimpíada”, afirmou Aldo Rebelo em Osasco.
Um dos motivos para o otimismo apontados pelo ministro é o desempenho da delegação brasileira nos últimos Jogos Olímpicos da Juventude, realizados no mês passado, na China. O Brasil conquistou 15 medalhas, mais que o dobro das sete conquistadas em 2010.

Comentários