Início Trabalho Mônica Veloso: Brasil não pode voltar para o passado

Mônica Veloso: Brasil não pode voltar para o passado

0

Em vários momentos tratei nesta coluna da crise que atravessa o país e sempre que abordei o tema afirmei o que agora reitero. A crise possui múltiplas dimensões. Há certamente um componente econômico, mas este não é exclusivo. A crise é, antes de tudo, a resultante dos dilemas e contradições de uma agenda política na qual a elite conservadora nunca suportou a possibilidade de ampliação de direitos sociais para uma maioria de cidadãos. Não é por acaso que foi exatamente nesta “terra brasilis” um dos últimos lugares onde a escravidão tenha sido abolida.

publicidade

 
Tenho a convicção que os erros que a presidenta cometeu nunca foram o motivo pelo qual resultou o seu afastamento. Afinal de contas, as chamadas “pedaladas” foram recorrentes em tantos outros governos sem que os mesmos tenham sofrido alguma punição. E depois do afastamento provisório da presidenta o que temos assistido é, a um só tempo:

 
a) A imprensa conservadora retirou da pauta a agenda da crise. É como se o Brasil agora estivesse em outro momento de sua história;
b) O presidente provisório trata de apresentar uma agenda totalmente diferente daquela que foi submetida ao povo durante a última campanha eleitoral;
c) E mais, seus aliados, ministros e líderes possuem história cuja honestidade e retidão são questionadas sob vários aspectos.

publicidade

 
Ensaia-se mais uma vez a possibilidade de que toda a crise seja simplesmente jogada nas costas dos trabalhadores, ou seja, aqueles que sempre fizeram a sua parte para o bem e o progresso da nação.

 
Este é, portanto, um tempo de muita reflexão e resistência. Afinal de contas, os motivos de nossas lutas foram para que de alguma maneira pudéssemos fazer com que o Brasil pudesse caminhar no sentido de uma agenda onde o seu povo pudesse ter melhores condições de vida e de trabalho.

publicidade

 

Mônica Veloso – secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEncontro Temático do Secor em Carapicuíba
Próximo artigoDesemprego aumenta no país