Morador de Barueri cai em córrego e é arrastado pela correnteza em Jandira

0
morador de barueri cai em córrego jandira
Flaviano da Silva está desaparecido desde sábado (6) / Fotos: Reprodução/Arquivo Pessoal

Flaviano da Silva, de 38 anos, morador de Barueri, está desaparecido desde o último sábado (6), quando caiu em um córrego, durante o temporal que atingiu a cidade de Jandira, e foi arrastado pela correnteza.

publicidade

No dia do acidente, Flaviano estava com o filho em um bar localizado na rua Nicolau Mayevsky, no Jardim Sol Nascente. Ele havia estacionado o carro em um trecho que começou a alagar com as fortes chuvas. Com medo de ter o veículo inundado, Flaviano tirou a camisa e o chinelo, foi até o veículo e o estacionou em outro ponto da rua.

Ao retornar para o bar, a água já tinha ultrapassado o nível das rodas dos carros e Flaviano acabou caindo em um córrego por volta das 18h. “Estava chovendo muito, tudo alagado e ele não tinha como ver onde ia pisando. Algumas pessoas viram a hora que ele caiu, passou por debaixo da rua e foi levado pela correnteza”, contou Miguel, cunhado de Flaviano, ao Visão Oeste.

publicidade

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência. As buscas por Flaviano se estenderam durante o final de semana e foram retomadas nesta segunda e terça-feira (9), mas ele ainda não foi localizado.

publicidade

“A gente está aqui agora com a equipe do Corpo de Bombeiros. Nós já fomos até o Boulevard, em Barueri, onde o córrego deságua, e também estamos procurando por ele no rio Tietê, tudo na altura de Barueri, mas até agora, nada”, disse Miguel. “Estamos em desespero sem saber onde ele está”, afirmou Evelin Suzana, irmã de Flaviano.

Adelma

Foto: Reprodução

Nos últimos dias, uma mulher de 39 anos também desapareceu após cair em um córrego em Jandira. Adelma Barros estava dentro do carro quando tentou desviar de um ponto de alagamento e caiu, na rua Benedito Domingos Velho.

Onze dias após o acidente, a vítima continua desaparecida mesmo após mobilização do Corpo de Bombeiros nas buscas. Nas redes sociais, a família pede orações e faz um apelo para que as equipes de resgates não suspendam os trabalhos até que Adelma seja encontrada.

Comentários