Moradores de Osasco, Carapicuíba e Cotia fazem delivery de feira para gerar renda durante quarentena

0
A iniciativa visa ajudar também as pessoas que não estão indo á feira e ao supermercado, mas que precisam comprar hortaliças, verduras, frutas e legumes / Foto: divulgação

Durante a quarentena contra o novo coronavírus (covid-19), muitas pessoas estão evitando sair de casa até mesmo para ir ao mercado ou fazer a feira. Com isso, munícipes de Osasco, Carapicuíba, Cotia e região, viram uma oportunidade para ajudar essas pessoas e gerar renda por meio da entrega em domicílio de legumes, frutas, verduras e hortaliças.

publicidade

A osasquense Lucilene Smith, que mora no Helena Maria, criou a Feira em Casa Luluzinha, que recebe pedidos via WhatsApp e faz a entrega desses itens selecionados na porta de casa. Luciene também prepara e vende kits de suco detox, com combinações de frutas e hortaliças, como maçã, abacaxi, laranja, couve entre outros.

Lucilene já trabalhava com feira e vendia marmita fit quando morou por cinco anos em Chapecó, Santa Catarina. Ao voltar para Osasco, continuou trabalhando na área comercial, mas devido à pandemia, as vendas começaram a cair e ela teve de se reinventar para manter a casa.

publicidade
Foto: divulgação

 

O marido de Lucilene é motorista do aplicativo de transporte Uber e viu as viagens despencarem, o que também comprometeu a renda da família. “Sempre tivemos vontade de trabalhar para nós. Como não ficamos sem ir à feira, tivemos essa ideia porque imaginamos que seriam itens que as pessoas também não deixaram de comprar. Mas a feira é um lugar em que a gente se sente muito exposto, então decidimos ajudar as pessoas que não estão saindo de casa”, contou a osasquense.

publicidade

O casal pretende continuar com o negócio mesmo depois da pandemia. “Queremos dar continuidade com esse trabalho de entregar alimentos de qualidade para as pessoas”, finaliza.

Em Carapicuíba, o motorista do aplicativo de transporte Uber, Fábio Oliveira também viu uma oportunidade de gerar renda com o delivery de itens de feira. “Vou no Ceasa, compro produtos de boa qualidade para repassar às pessoas que não estão saindo na rua por conta desse vírus”, explicou.

Foto: reprodução

Fábio, que mora na Vila Dirce e faz entregas em toda a região, conta que teve a ideia de entregar esses produtos da feira depois que viu outras pessoas fazendo. “Eu só tinha a renda do aplicativo e não estamos mais ganhando nada. Graças a Deus, esse negócio deu certo”.

O carapicuibano divulga o serviço com o nome de “Fábio Fruit”. Ele entrega frutas, legumes e verduras diariamente na porta de casa. Para fazer o pedido, basta entrar em contato pelo WhatsApp, por meio do número (11) 96375-1049. Além do pagamento em dinheiro, Fábio também aceita cartões.

Moradores de Osasco, Carapicuíba e Cotia fazem delivery de feira para gerar renda durante quarentena
Foto: divulgação

Fabiula Rocha mora no bairro Arco Verde, em Cotia, e também passou a fazer delivery de produtos da feira e de ovos. A tia Fabi, como é conhecida, tem um filho de um ano e cinco meses e trabalha com transporte escolar há 12 anos, mas está parada há mais de um mês devido a suspensão das aulas. “Esse é o meio honesto que encontrei para sustentar a minha família e honrar as minhas dívidas”, contou.

“Minha única fonte de renda é o transporte escolar e me vi em uma situação, que precisei recorrer a outro meio. Diante dessa crise, precisava fazer algo que seja bom para mim e para o outro também”, disse Fabi, que começou vendendo ovos e devido a aceitação das pessoas, passou a vender os itens de feira também.

Foto: divulgação

Quem tiver interesse, pode solicitar a lista com os itens disponíveis e os preços via WhatsApp para o número (11) 97373-1684. “Foi uma segunda opção, arrisquei e graças a Deus deu certo”, finalizou.

Comentários