Namorada morre de overdose e homem queima o corpo para tentar ocultar morte

Ele afirma que tentou ocultar o corpo por medo das consequências legais da morte dela por overdose enquanto estavam juntos.

0
namorada overdose
Imagem ilustrativa

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (5), o comerciante responsável por queimar e ocultar o corpo de uma estudante, de 18 anos, que morreu por overdose. O cadáver da vítima foi localizado no dia 29 de dezembro, em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo.

publicidade

O caso foi esclarecido por agentes da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) da cidade onde o corpo foi encontrado. De acordo com as apurações, a jovem estaria tendo um relacionamento com o autor, dono de uma boate na qual ela trabalhava, na zona leste da capital.

Segundo o delegado Ronaldo Tossunian, titular da Delegacia Seccional de São Bernardo do Campo, o suspeito confessou que estava com a vítima quando ela consumia drogas e sofreu aparente overdose. Com medo das consequências legais, o comerciante tentou ocultar o fato. Para isso, ele ateou fogo no corpo da jovem e o abandonou.

publicidade

O  tecido usado para envolver o cadáver da estudante foi encontrado na boate, sendo apreendido para perícia técnica. Além disso, apurou-se que o homem teria coagido testemunhas do fato e se desfez do aparelho celular que usava na ocasião.

O autor foi detido em cumprimento a um mandado de prisão temporária decretado pela Justiça.

publicidade

Comentários